Pesquisa mostra que 67% dos brasileiros não consegue poupar dinheiro

Segundo pesquisas, sem mudança de comportamento as famílias brasileiras não sairão do endividamento.

Postado em: em Economia

​Pesquisa da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) atestou a dificuldade do brasileiro em guardar dinheiro. 

De acordo com a amostragem da pesquisa, o brasileiro não tem o hábito de poupar.

A pesquisa apontou que cerca de 67% dos brasileiros não conseguem poupar nenhuma parte do salário mensal. 

Nas classes mais humildes (C, D e E) esse percentual chega a 71%. Mais da metade (54%) das pessoas das classes mais altas (A e B) também não poupam dinheiro do salário. Com isso, fica claro que não é uma questão de renda, mas sim de cultura.

Na pesquisa, realizada em agosto deste ano, foram perguntados os motivos pelos quais os cidadãos não conseguem poupar dinheiro. 

Foram entrevistadas 800 pessoas, de ambos os sexos, com idade a partir de 18 anos, de todas as classes sociais, em 12 capitais das 05 regiões do país.

Motivos mais citados na pesquisa: 1) - Renda muito baixa: 40%; 2) - Imprevistos Financeiros: 18%; 3) - Gastos não planejados (reforma, saúde e compras): 15%;       4) - Falta de controle sobre as próprias finanças: 13%

Apenas 22% dos entrevistados afirmou que consegue guardar uma parte da renda mensal. O valor médio poupado informado gira em torno de R$ 540,00. Um pouco mais do que a metade de um salário mínimo federal. 

No ano passado a pesquisa apontou que o percentual de poupadores era de 16%. Assim, entre 2018 e 2019 houve um aumento de apenas 6% no percentual de poupadores no país. 

Apesar deste melhor resultado, o SPC Brasil observou que ao longo dos anos este resultado não tem apresentado grande aumento.

Onde os poupadores guardam dinheiro?

A maioria (66%) dos poupadores identificados afirmou que investe na Caderneta de Poupança. Tendo em conta o destino da grana dos demais poupadores, este não é o pior cenário! 

É impressionante, mas 21% dos poupadores deixa o dinheiro parado (sem rentabilidade) na conta corrente. Além disso, 18% deles deixam o dinheiro guardado em casa. 

Apenas 11% dos entrevistados na pesquisa responderam que investem no Tesouro Direto (títulos públicos) e somente 9% investem em CDB.

Porque optaram por estas escolhas?

Quando questionadas sobre o o motivo para aplicar na poupança, deixar em casa ou na conta corrente, as pessoas que poupam mal responderam:

  • 33% das pessoas relataram que o principal motivo é ter a disponibilidade imediata do dinheiro a qualquer momento;
  • 21% disseram que a principal razão é não ter dinheiro suficiente para investir em outras modalidades;
  • 19% afirmaram ter o hábito de utilizar as opções mais tradicionais;
  • 16% alegaram ter medo de perder o valor investido;
  • 11% disseram não ter conhecimento suficiente para investir.

Na verdade, pode-se concluir que todos os entrevistados deveriam ter respondido não terem conhecimento para investir. Isso porque:

  • Há títulos do Tesouro Direto com alta liquidez (Tesouro Selic), assim como o CDB;
  • Não é necessário muito dinheiro para começar a investir em outras opções. A partir de R$ 35,00 já é possível investir no Tesouro Direto e de R$ 100,00 é possível investir em CDB. Valores abaixo da média informada na pesquisa;
  • É preciso deixar os hábitos em prol da saúde financeira!
  • As opções de Renda Fixa, como Tesouro Direto e CDB, possuem risco baixíssimo, pode-se dizer até que não possuem risco.

 Veja dicas de como ganhar mais dinheiro com o que você já tem!

Se não é possível poupar dinheiro todos os meses, programe outro momento para fazer o investimento. Mas faça. É muito importante não ter dívidas acumuladas e conseguir formar uma reserva de emergência.

Separe uma parcela do 13º salário ou venda 10 dias de suas férias e guarde o abono que vai receber. Aproveite também recebimentos inesperados como saques do FGTS esporádicos autorizados pelo Governo.

Um esforço hoje pode ser a sua segurança financeira de amanhã. Pense no futuro. Trace metas e defina objetivos que podem te motivar a guardar dinheiro. Comece uma poupança para 2020. Mude de vida com o novo ano!


Artigos Relacionados