Peeling de fenol é alternativa para quem deseja "juventude" natural

Procedimento é indicado para pessoas com cicatrizes de acne, rugas profundas ou com fotoenvelhecimento

Postado em: em Mais+

Envelhecimento é um processo biológico intrínseco ao corpo humano. Mas hoje, é cada vez maior a busca para atenuar os sinais da passagem do tempo. Para atender a estes anseios, que não são restritos às mulheres, surgem todos os anos novidades na área de estética facial.

Uma destas é o peeling de fenol, que surgiu para atender quem procura um procedimento estético para o rosto com resultados expressivos. A técnica promove o rejuvenescimento da pele, atingindo uma camada mais profunda dos tecidos. “O peeling é um procedimento que visa acelerar a esfoliação da pele e o fenol é uma das substâncias que podem ser utilizadas nesse intuito. É um ácido que promove a coagulação das proteínas da pele, produzindo rejuvenescimento facial intenso”, explica a cosmetóloga e esteticista Amanda Carneiro Silva, da Clínica Ella.

O fenol começou a ser usado em 1800 para o tratamento de cicatrizes de acne, porém foi na 1ª Guerra Mundial, quando passou a ser usado para o tratamento das cicatrizes provocadas pela pólvora que ganhou notoriedade. Os peelings podem ser classificados em superficiais, médios e profundos. O peeling de fenol é um peeling profundo, pois atinge a derme reticular, a camada mais interna da pele. “Atualmente é usado para o tratamento de manchas, cicatrizes e rugas moderadas a graves, queratoses e lentigos causados pelo sol”, esclarece Amanda.

Justamente por ser profundo, o peeling de fenol deve ser feito por profissional especializado, de preferência, um dermatologista. O procedimento pode ser realizado em consultório, com anestesia local, ou em centro cirúrgico acompanhado de um anestesista, sob sedação, pois a aplicação do ácido pode ser dolorosa. “Ele não é uma cirurgia plástica, mas exige anestesia e o acompanhamento de um médico, pois é um procedimento bem agressivo”, reforça.

O processo

Para fazer a técnica, o paciente é sedado e recebe uma limpeza de pele profunda para eliminar impurezas e gorduras. Então, a solução com fenol é aplicada sobre as regiões do rosto, uma de cada vez, demorando em média, 20 minutos em cada local. Após o processo, uma máscara com propriedades calmantes é colocada sobre a pele.

O tempo total do procedimento é de aproximadamente uma hora e meia. O peeling de fenol é indicado somente para casos de extrema necessidade, como pessoas com muitas cicatrizes de acne, com rugas profundas ou que sofreram com os efeitos do fotoenvelhecimento, ou seja, com alterações decorrentes da ação da radicação solar sobre a pele. “O peeling de fenol realiza uma descamação da pele, que remove as células mortas e envelhecidas. Após o procedimento, na fase de recuperação, o colágeno é estimulado, renovando as células e conquistando uma aparência mais jovem à pessoa”, diz a cosmetóloga e esteticista.

A bancária Ana Lúcia Guimarães, 58 anos, decidiu experimentar o peeling de fenol após tentar resolver sem sucesso o problema de suas rugas e linhas marcantes do rosto e garante que vale à pena. “Com uma única aplicação, minha pele ficou totalmente renovada. Indico o procedimento a todos que buscam um rejuvenescimento natural”, diz.


Artigos Relacionados