Pais vão deixar contas atrasar para poder dar presentes aos seus filhos

Segundo pesquisa do SCPC, 11% dos consumidores assumem que vão protelar seus compromissos

Postado em: em Economia

​Para satisfazer a vontade dos filhos no Natal, com a compra de brinquedos e presentes, alguns pais vão cometer o erro de deixar as contas - muitas delas importantes - de lado. É o que mostra pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). 

A maioria dos pais – 82% - vão manter os pés no chão e não pretendem deixar de pagar contas para atender a vontade dos filhos. Por outro lado, 11% vão atrasar alguma conta para presenteá-los. Fatura do cartão de crédito (7%), impostos de início de ano (3%) e contas de água e luz (2%) serão as mais atrasadas.

O levantamento revela que 70% dos que pretendem presentear no Natal possuem filhos. De acordo com o educador financeiro do SPC Brasil, José Vignoli, muitos pais acabam se complicando financeiramente porque não querem que o filho passe por frustrações, mas isto é normal e até desejável. 

"É fundamental que eles deem presentes que estejam de acordo com as posses da família e com sua realidade financeira. Do contrário, estarão transmitindo a mensagem de que é normal comprometer o orçamento da casa e deixar de honrar compromissos assumidos para satisfazer seus impulsos de consumo”, afirma.


Artigos Relacionados