O poder curativo dos alimentos: é possível trocar a farmácia pela feira?

Ciência hoje comprova que as velhas receitas da vovó são realmente eficazes para evitar doenças

Postado em: em Mais+

O corpo humano é uma máquina perfeita e, quando não lhe fornecemos o combustível mais adequado, não funciona corretamente. Existem investigações, que revelam cada vez mais, que certos alimentos e regimes alimentares, proporcionam benefícios terapêuticos imediatos e surpreendentes.

Saber como comer para ser saudável, é comer com inteligência para manter o equilíbrio do corpo ou recuperar saúde.

E a ciência hoje comprova que as velhas receitas da vovó são realmente eficazes, garante a nutricionista Noádia Lobão, diretora do Centro Brasileiro de Apoio Nutricional (CBAN). “A sardinha, que é tão barata, é um dos alimentos mais ricos em ômega 3, que tem ação anti-inflamatória e estimula a absorção de nutrientes”, informa. “Alimentos de cor roxa, como beterraba, uva, acerola ou jabuticaba melhoram a circulação, hipertensão, colesterol”, diz.

Para aqueles que trabalham muito e vivem estressados, a nutricionista recomenda uma receita que pode ajudar a dispensar os remédios tarja-preta. “Hortaliças alaranjadas, como cenoura e abóbora, são antioxidantes e ajudam a cabeça a ficar equilibrada”.

Reprodução/O Dia


Alimentos frescos e sem química são recomendados

Azeitona para problemas pulmonares, alho no combate ao câncer, coco para prevenir a arterioesclerose, melão para diminuir cólicas menstruais e uva para eliminar a celulite. Estas são algumas dicas de Marcio Bontempo, introdutor da medicina natural científica no Brasil, para tratar doenças de forma simples e barata, trocando a farmácia pela feira.

O médico recomenda alimentos funcionais e suplementos fitoterápicos e destaca ainda “vilões” óbvios, como as carnes embutidas, recém-condenadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) pelo seu poder cancerígeno. Desde 2009, o médico já alertava para os males do consumo de carnes processadas, como linguiça, presunto e salsicha. Ele também condena o açúcar refinado. “O uso regular de grandes quantidades de açúcar branco produz perda de cálcio e magnésio (e muitos microminerais), o que afeta de modo crônico e constante o nosso sistema imunológico”.

A nutróloga Simone Manso recomenda consumir os alimentos frescos para que os benefíciossejam melhor aproveitados. “Se você congelar um suco por muito tempo, por exemplo, ele perde a ação da vitamina. É sempre melhor consumir tudo fresco e na hora para que as propriedades do aliementa tenham ação. Outra questão importante é que se deve consumir alimentos industrializados com muito cuidado, pois são cheios de química”, afirmou.



Artigos Relacionados