No Santos, Cittadini está bem, Veríssimo é dúvida e Rodrigão seguirá fora

Time se prepara para enfrentar, essa semana, o Estudiantes, pela Libertadores da América

Postado em: em Futebol

Depois de ser diagnosticado com lesão no músculo posterior da coxa esquerda na semana passada, Léo Cittadini iniciou o processo de transição física na manhã desta sexta-feira, no CT Rei Pelé. 

Há chance real do meia voltar ao Santos já contra o Estudiantes, na próxima quinta-feira, em Quilmes, pela terceira rodada da fase de grupos da Libertadores.

O departamento médico do Peixe acelerou o tratamento e a resposta foi boa. Se não sentir dores, vai se juntar ao grupo no fim de semana. O prazo de recuperação, inicialmente, era de até três semanas.

Uma preocupação no alvinegro é Lucas Veríssimo. Com virose, o zagueiro nem foi ao CT e se recupera em casa. Se ele perder mais treinamentos, é possível que não reúna condições totais para enfrentar o Estudiantes.

Rodrigão, com entorse no tornozelo direito, não deve viajar para a Argentina. O tratamento para esse tipo de lesão costuma durar entre uma semana e 10 dias. E mesmo se estiver 100%, a tendência é que o atacante fique em Santos. Na Libertadores, o banco de reservas só pode ser composto por sete atleta.


Artigos Relacionados