Na reta final, campanha para Conselho Tutelar de Franca movimenta a cidade

Em Franca, onde existem dois Conselhos, serão eleitos no domingo, 06, 10 titulares e seus suplentes

Postado em: em Política

Ocorre no próximo domingo, dia 6, em todo o território nacional, a eleição para escolha dos conselheiros tutelares que a partir de janeiro deverão assumir suas funções, com mandato de 4 anos. Em Franca, onde existem dois Conselhos, serão eleitos 10 titulares e os respectivos suplentes, cujo processo segue as regras comuns das eleições conduzidas pela Justiça Eleitoral, podendo votar toda pessoa a partir de 16 anos com os seus direitos eleitorais em dia.

O pleito ocorrerá das 9 às 17 horas, no prédio da Unidade II do Centro Universitário Uni-Facef (Av. Dr. Ismael Alonso y Alonso, 2400, bairro São José), onde foram disponibilizadas 25 salas com as respectivas urnas e dois computadores. Isso permitirá uma agilidade maior que na eleição anterior, esperam os membros da Comissão Eleitoral que estiveram reunidos na noite de quarta-feira no Champagnat, acertando os últimos detalhes.

 A utilização das urnas eletrônicas não foi autorizada pela Justiça Eleitoral do Estado, daí a utilização do processo manual, onde o eleitor deverá preencher na cédula com o nome ou número do candidato. Oficialmente participam do pleito segundo o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente, 43 candidatos, pois ninguém formalizou pedido de desistência. O resultado da eleição será conhecido ainda na noite de domingo, já que a Comissão Eleitoral trabalha com o planejamento de começar a apuração logo após às 17 horas, com o fechamento dos portões e os últimos votantes.

Todas aquelas pessoas que estiverem dentro do prédio da Facef até as 17 horas, poderão exercer o seu direito. A Prefeitura está oferecendo toda a estrutura, inclusive com a cessão de servidores para auxiliar nos serviços. No domingo de manhã, às 7h30, haverá uma reunião geral com esses agentes, mesários e demais envolvidos para as orientações finais. Para as pessoas idosas, gestantes com crianças de colo e pessoas com deficiência, além da entrada principal foi definido um acesso alternativo pelos fundos da Facef, com o objetivo de facilitar o atendimento daqueles que tenham alguma limitação.

  Para votar é preciso apresentar o título de eleitor e um documento com foto. Na ausência da foto, a Comissão Eleitoral deliberou na reunião de quarta-feira, que o eleitor poderá apresentar o comprovante de voto da última eleição que será confrontado com a listagem da Justiça Eleitoral e será autorizado a exercer o seu direito.


Artigos Relacionados