Mercado de produtos orgânicos cresce 15% ao ano e fatura R$ 4,5 bilhões

No Brasil, alimentos cultivados sem agrotóxicos chegam a quase 28 mil unidades agrícolas

Postado em: em Agronegócios

O cultivo de alimentos orgânicos segue em expansão, o mercado ganha cada vez mais espaço e o consumo avança em ritmo acelerado. 

Segundo o Organdis - Conselho Brasileiro da Produção Orgânica e Sustentável, o volume produzido cresce, em média, 15% ao ano no Brasil e, em 2019, movimentou R$ 4,5 bilhões.

"Eu adequei toda a minha propriedade para o cultivo de orgânicos, já são cerca de 20 tipos de alimentos produzidos e a demanda cresce toda semana". 

"As pessoas querem cada vez mais esse tipo de produto, que tem maior valor nutricional, melhor sabor e produzidos de forma sustentável." conta a engenheira agrônoma e produtora de orgânicos, Clélia Mardegan.

No Brasil, alimentos cultivados sem agrotóxicos chegam a quase 28 mil unidades agrícolas. O estado de São Paulo é o terceiro no ranking de maior consumo.

Os alimentos orgânicos, representam uma cadeia produtiva que incentiva a agricultura familiar, tem o cultivo feito de forma natural e são produzidos legumes, hortaliças, verduras e frutas.

"Entregamos em feiras e, quando se fala que o produto é orgânico, vende bem mais porque as pessoas têm procurado alimentos mais saudáveis". 

"A procura é tanta, que eu já decidi, vou aumentar minha variedade de orgânicos." Paulo Domingues produtor de orgânicos.

Nos últimos 15 anos, o Senar-SP já capacitou mais de 30 mil produtores e trabalhadores rurais para produção de orgânicos. 

São cursos gratuitos de Olericultura Orgânica, Tomate Orgânico e de Agricultura Orgânica, com o foco na certificação de pequenos produtores rurais. 

Destaque para o Programa de Agricultura Orgânica, onde após a conclusão, os participantes são inseridos no Cadastro de Produtor Orgânico, junto ao Ministério da Agricultura e Pecuária.

Com esse cadastramento, os produtores rurais, organizados em grupos, se tornam habilitados a fazer vendas diretas, ao consumidor, em feiras e para instituições públicas.


Artigos Relacionados