Marketing digital não deve ser uma área isolada da comunicação

A boa interação entre o Marketing e outros departamentos otimiza processos e diminui custos.

Postado em:

Dan Mortimer, CEO da empresa inglesa especializada em comunicação digital Red Ant, em entrevista a Ana Paula Hinz, do Mundo do Marketing, confirma o que muitos profissionais falam na salinha do café, que o Marketing digital, por exemplo, não deve ser uma área isolada, mas aplicada e conhecida por todos os profissionais envolvidos.

Da mesma forma, a boa interação entre o Marketing e outros departamentos otimiza processos, diminui custos e oferece uma melhor prestação de serviço aos clientes.

A convergência entre os meios online e off-line é outro tipo de integração que beneficia os consumidores e as marcas. “As empresas precisam atuar em todos os canais e oferecer uma experiência única nos seus diferentes pontos de contato com o público”, avalia Dan Mortimer.

A primeira pergunta que se deve fazer aos clientes é “quanto a Internet é importante para o negócio da empresa”. Depois disso deve se entender o quanto e como a empresa está envolvida nas redes sociais. A partir daí há condições de planejar objetivos do negócio do cliente no marketing digital.

Principais trechos da entrevista com Dan Mortiner.

“Antes de investir nas novas tecnologias (Facebook, Twitter, Instagram, Youtube) simplesmente porque a concorrência está fazendo algo, as empresas devem primeiro dar um passo atrás e entender quais são os objetivos do seu negócio naquele momento. A partir disso é possível desenvolver metas para os meios digitais prestando atenção em quem é o seu público, onde ele está e como atingi-lo.”

“A mensuração no meio digital é muito mais fácil que outras por ser individual. Se algo não está funcionando é possível tirar do ar, mudar e melhorar com mais facilidade e menos custo até o resultado esperado ser alcançado.”

“As redes sociais não podem ser usadas como um canal para se jogar publicidade e precisam estabelecer uma interação com os usuários. As marcas bem sucedidas nesses meios são aquelas que fazem parte do cotidiano das pessoas, são transparentes e criam um relacionamento com elas.”

“As pessoas envolvidas no negócio têm que ter acesso ao que é exposto e precisam participar das conversas que tratam de assuntos que afetam a empresa.”

“Vemos essa evolução especialmente no Reino Unido, onde os times de Marketing são integrados e dialogam muito. O desafio que temos agora é como integrar esse time à equipe comercial. A parte de e-commerce precisa estar alinhada ao Marketing e integrar as operações é uma tarefa árdua, ainda mais se a marca está em múltiplos canais.”

“A transparência é fundamental para que as pessoas confiem nas marcas e consequentemente para que seja criada uma relação de maior admiração e fidelidade. Mas as empresas têm medo disso porque, apesar de todos os pontos positivos, quando algo negativo ocorre, elas entram em pânico e não sabem como lidar com a situação. Muitas acabam preferindo esconder as informações e manter silêncio diante dos problemas, o que acarreta crises ainda piores.”

“Seja como for, as empresas percebem cada vez mais que são loucas se não estiverem presentes no universo mobile. Existem mais informações sobre as pessoas em seus celulares do que provavelmente em qualquer outro aparelho. Isso fornece dados valiosos, como a localização do usuário. Veremos um grande número de empresas entrando em contato com o cliente e oferecendo descontos quando ele estiver perto da loja"