Mariah Carey abre o jogo sobre transtorno bipolar: 'Não queria acreditar'

Cantora foi diagnosticada com o transtorno bipolar em 2001 e luta contra ele desde então

Postado em: em Um Toque a +

​A cantora Mariah Carey, de 47 anos, conversou recentemente com a revista “People” e relatou toda a luta dela contra o transtorno bipolar, doença que foi diagnosticada em 2001 e que a famosa demorou para aceitar.

“Eu não queria acreditar nisso. Até recentemente eu vivi em negação e isolada, com medo constante de que alguém pudesse me expor. Era um fardo muito pesado para carregar e eu não podia mais fazer isso. Eu aceitei e recebi o tratamento”, desabafou a diva pop. “Foram os anos mais difíceis que passei”, garantiu ela.

Mariah ainda disse que faz terapia e toma medicações que causam irritabilidade, depressão e hiperatividade. “Não me faz ficar cansada ou lenta. Achar esse equilíbrio é o mais importante. Por um bom tempo eu achava que tinha um transtorno para dormir. Eu ficava irritada e com medo de decepcionar as pessoas. Eu acho que meus episódios depressivos foram caracterizados por ter pouca energia. Eu me sentia sozinha e triste“, relatou a americana.


Artigos Relacionados