Marcelo Serrado revive Crô e encarna Ptolomeu no retorno da 'Escolinha'

'Quis botar o meu repertório no Ptolomeu. Não assisti nada dele para poder dar a minha cara', diz

Postado em: em Um Toque a +

Marcelo Serrado diz qye faz uma 'releitura' do personagem

Foi uma surpresa quando o ator Marcelo Serrado atendeu o telefone e do outro lado da linha era a direção da "Escolinha do Professor Raimundo" convidando-o para integrar a trupe. 

Serrado, que diz ser fã do humorístico comandado pelo amigo Bruno Mazzeo, aceitou o desafio de dar uma nova vertente ao personagem Ptolomeu.

"Quis botar o meu repertório no Ptolomeu. Por isso não assisti nada dele para poder dar a minha cara, fazer a minha releitura. Claro, sem perder as principais características", diz o ator em entrevista ao F5, por telefone. 

Antes dele, já protagonizaram o estudante engomadinho e metido a sabichão os atores Nizo Neto, Otaviano Costa e Bruno Garcia.

"Os trejeitos dele eu mudei. Fiz da minha maneira, sem perder a essência de almofadinha. Cada um fez da sua maneira. omparações não existem. Ninguém compara o Marcelo Adnet de Rolando Lero com o Rogério Cardoso [1937-2003]. Ninguém compara o Otávio Müller com o Walter D'Ávila [no papel de Baltazar da Rocha]. É uma releitura", afirma Serrado. 

Ele diz ainda que não pode improvisar muito na pele de Ptolomeu, pois o personagem fala tudo muito certinho e de forma rebuscada.

Na sexta temporada do humorístico, o público poderá reviver personagens icônicos e homenagens. 

Com direção artística de Cininha de Paula e redação final de Angélica Lopes e Leonardo Lanna, o humorístico retorna neste domingo (18), às12h45, na Globo, e na segunda (19), às 20h, no canal Viva, com 14 episódios.

Na estreia, a turma tem uma aula por videoconferência na qual os personagens passam pelas mesmas dificuldades daqueles que estudam no ambiente virtual por causa da pandemia do novo coronavírus. 

De volta à escola, na sala haverá álcool em gel e distanciamento entre os alunos. E isso vai gerar piadas.

"Mudou muita coisa no jeito de gravar com mais segurança. 

Cada um tem seu camarim, fazemos exame toda semana. São protocolos internacionais. A única coisa ruim é não poder abraçar os amigos. Mas é um mundo novo", diz Serrado.

Visitas ilustres

Além da homenagem a Chico Anysio (1931-2012), criador da "Escolinha e do Professor Raimundo", hoje interpretado por Bruno Mazzeo, filho do humorista, o elenco também vai interpretar personagens icônicos já vividos pelos atores em outras produções. 

Destaque para Félix, sucesso de Mateus Solano em "Amor à Vida" (Globo, 2013), Leleco, personagem de Marcos Caruso em "Avenida Brasil" (Globo, 2012), Valéria, interpretada por Rodrigo Sant'Anna, e Lucicreide, vivida por Fabiana Karla, do "Zorra Total".

Marcelo Serrado, por sua vez, vai reviver Crô, interpretado por ele em "Fina Estampa" (2011) -trama que foi reprisada recentemente na faixa das 21h da Globo. O ator conta que reviu algumas cenas de Crô para introjetar os trejeitos peculiares do personagem. 

"Foi uma surpresa boa [saber disso]. É meu principal personagem, aquele que foi para outras dimensões, embora tenha feito outros que misturavam drama com humor. Foi agradável, não esperava estar perto de Valéria, do Félix, do Leleco."


Artigos Relacionados