Mais de 32 mil policiais foram contratados para atuar no Estado de SP

Ampliação e renovação nas forças de segurança é medida para diminuir a criminalidade em todo o Estado

Postado em: em Segurança

São Paulo registrou a menor taxa de homicídios dos últimos anos. De março de 2017 a fevereiro de 2018, a Secretaria de Estado de Segurança Pública atingiu a marca de 7,31 de assassinatos por 100 mil habitantes, comparado com 35,27 em 1999. Hoje, o Estado conta com o número mais baixo em todo o país

Pensando nisso, os constantes investimentos por parte do Governo do Estado na segurança da população foram grandes responsáveis pela queda desses números. Desde 2011, foram contratados cerca de 32,4 mil policiais, sendo eles militares (26.519), civis (4.987) e científicos (904). Só no ano passado, a capital registrou um aumento de quase 2 mil novos agentes.

Atualmente, o território conta com uma frota total de 118.249 profissionais. Além da equipe especializada no combate ao crime, os paulistas estão protegidos por diversos programas de inteligência com base em tecnologias de ponta.

O Detecta, por exemplo, é um monitoramento feito por câmeras e é considerado o maior big data da América Latina. O projeto integra banco de dados das polícias paulistas, como Fotocrim, cadastro de pessoas procuradas e desaparecidas, dados do Detran, registro de veículos furtados, entre outros.  De 2014 para cá, mais de 6 mil pessoas foram presas em flagrante e mais de 4 mil conduções foram interceptadas.

A ideia do Governo do Estado é continuar ampliando a quantidade e qualidade da equipe policial, bem como aprimorar os seus serviços de inteligência. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, mais 3,3 mil policiais estão em formação e logo estarão prontos para abater ainda mais esses dados.

Novas unidades

A Polícia Militar do Estado também passou a contar com 70 novas unidades desde 2011. São elas cinco batalhões ou equivalentes, 21 companhias, 16 pelotões, uma base aérea, quatro subgrupamentos de bombeiros, além de 23 postos e bases territoriais da PM e de bombeiros.

Já para o Polícia Civil, o Governo entregou 18 novas delegacias. Deste total, sete foram na capital, quatro em Campinas, duas em Araçatuba, uma em Ferraz de Vasconcelos, uma em Itapevi, uma em Santana de Parnaíba, uma em Suzano e outra em Barueri.

Não há região no Estado que não tenha recebido uma nova unidade policial.


Artigos Relacionados