Kid Vinil, destaque no cenário musical dos anos 80, morre aos 62 anos de idade

O artista estava internado há mais de um mês após passar mal durante apresentação em Minas Gerais

Postado em: em Um Toque a +

O cenário musical ficou mais triste hoje. Depois das últimas perdas, foi a vez do músico Antônio Carlos Senefonte, conhecido como Kid Vinil, se despedir da vida. Ele morreu aos 62 anos, nesta sexta-feira, 19, em São Paulo.

A informação foi confirmada por Luiz Thunderbird através do Twitter. "Amigos, acabei de receber a mais triste notícia de que meu amigo e professor Kid Vinil faleceu hoje a tarde. Muita tristeza!", escreveu. O artista estava internado há mais de um mês. A causa da morte não foi informada. 


Kid passou mal durante um show em Minas Gerais e foi hospitalizado. No dia 18 de abril, ele foi transferido em um avião com UTI móvel para o Hospital da Luz, em São Paulo. Para conseguir custear o translado, a família fez uma campanha para arrecadar R$ 15 mil. O artista chegou a ser levado para a UTI da unidade hospitalar e ficou em coma induzido. O cantor realizou uma série de exames, mas o diagnóstico não foi informado. "Ele fez uma bateria de exames. Os médicos disseram que o coração e o pulso estão normais. Temos que descobrir a causa disso, então será apenas com os resultados. O hospital nos deu uma grande atenção. Vamos ficar eternamente agradecidos ao hospital, que nos vem dando toda a assistência", disse o produtor Márcio Souza, na época. 

No início da tarde desta sexta-feira, 19, a família do músico fez uma publicação no perfil pessoal dele. "Aos amigos, parceiros de vida do nosso querido Kid. Infelizmente nosso amado passa pelo momentos mais crítico de sua recuperação e entendemos que agora é o momento dele com Deus, que acreditamos poder todas as coisas e fazer o que for melhor para o Kid. Pedimos que continuem as orações pois Kid não desistiu de lutar e sempre acreditou!".  

Sua história

Kid Vinil nasceu em Cedral, cidade próxima a São José do Rio Preto, em São Paulo, e foi cantor, compositor, radialista e jornalista. Nos anos 1980, ele foi um dos nomes do movimento pubk paulista, como produtor e vocalista da banda Magazine, das músicas como Tic tic nervoso, A gata comeu, Sou boy, Adivinhão e Glub Glub No Clube. Como apresentador, ele foi VJ da MTV a partir do ano 2000. Na emissora, ele apresentou o Lado B, no qual mostrava videoclipes de bandas underground. 

Em 2008, ele lançou um o livro Almanaque do rock, sobre a trajetória do gênero mundial, desde a década de 1950 até os dias atuais. Kid Vinil apresentava dois programas de rádio (um semanal, na Rádio Rock 89 FM, em São Paulo, e outro na rádio online Brasil 2000), atuava como DJ e realizava shows da banda Magazine, que voltou à ativa em 2016 com os integrantes originais - Kid, Lu Stopa e Ted Gás.

Discografia (segundo site oficial do artista):

Como membro do Magazine:

Compacto simples: Soy Boy/Kid Vinil (1983, WEA/Elektra)

LP: Magazine (1983, WEA/Elektra)

Compacto simples: Adivinhão/Casa da mãe (1983,WEA/Elektra)

Compacto simples: Tic tic nervoso/Atentado ao pudor (1984, WEA/Elektra)

Compacto simples: Glub glub no clube/Sapatos azuis (1985, WEA/Elektra)

Compacto simples: Comeu/Crucial (1985, WEA/Elektra)

Como membro do Kid Vinil e Os Heróis Do Brasil:

LP: Kid Vinil e os heróis do Brasil (1986, gravadora 3M)

Disco solo:

LP: Kid Vinil (1989, RGE)

Como membro do Verminose:

LP: Xu-Pa-Ki (1995, independente)

Como membro do Magazine:

CD: Na honestidade (2002, Trama)

Como membro do Kid Vinil Xperience:

CD: Time was (2010, Kid Vinil Records)

DVD: Vinil ao vivo (2013, Galeão Discos)

EP: Kid Vinil Xperience (2014)


Artigos Relacionados