Jovem ganha corte de cabelo e é aprovado em entrevista de emprego

Após oferecer R$ 1,75 para cortar cabelo para processo seletivo, adolescente ganha serviço sem custo.

Postado em: em Cotidiano

​Um jovem paranaense de 16 anos não ganhou apenas um corte de cabelo, mas uma vida nova. 

Ao entrar em uma barbearia localizada no município de Rolândia, norte do Paraná, o adolescente perguntou se o cabeleireiro faria um corte por R$ 1,75, o que tinha no bolso. 

Dias depois foi aprovado no processo seletivo que participara e deve começar a trabalhar em um supermercado da cidade. 

Quando o jovem chegou ao salão e pediu o corte apenas na parte da frente, o cabeleireiro Bruno Pitanga Mora respondeu que poderia fazer o corte pelo valor oferecido. 

Quando o jovem se sentou na cadeira, porém, os dois começaram a conversar e Bruno logo perguntou onde o jovem iria, já que estava bem arrumado, com sapato social e camisa.

O garoto respondeu que faria uma entrevista de emprego em um supermercado.

"Na hora meu coração apertou, acelerou. Passou um filme em minha cabeça, cada um sabe o que já viveu na vida." 

Naquele momento, Bruno sugeriu que o jovem fizesse o corte social, que considerou mais adequado à entrevista de emprego. "Era o mais apropriado, ele ficou encantado com tudo aquilo. No final me agradeceu com um sorriso no rosto."

O garoto seguiu, então, de bicicleta para a entrevista, molhado de chuva, mas motivado e feliz. 

"Já passei por muita coisa quando cheguei aqui. Pensei que para ele ter perguntado se eu faria um corte por R$ 1,75 é porque ele estava realmente precisando. Muito gente já me ajudou e tem coisas que o dinheiro não paga", disse o barbeiro.

Na sexta-feira (13), o supermercado publicou nas redes sociais que o jovem foi aprovado no processo seletivo. O setor de recursos humanos do estabelecimento escreveu que "teve a felicidade de conduzir a entrevista na qual o jovem participou."

"De fato, ele chegou muito alinhado (e teve uma importante ajuda), com sorriso espontâneo no rosto, dignidade e muita força de vontade", afirmou o setor da empresa nas redes sociais. 

"Ele foi muito bem na entrevista e o resultado não poderia ser diferente

." Assim que soube da aprovação, o garoto voltou ao salão em que cortou o cabelo para agradecer. "Ele passou aqui e me agradeceu. Ajudar sempre é bom", disse Bruno. 


Artigos Relacionados