Isenção da cobrança do eixo suspenso já está em vigor no Estado de SP

Caminhoneiros que transitarem sem cargas pelas estradas terão desconto e economia substancial

Postado em: em Trânsito

A partir de zero hora desta quinta-feira (31), os caminhoneiros que transitam sem cargas pelas estradas do Estado de São Paulo não pagam mais pedágio sobre os eixos do veículo que estiverem suspensos, sem tocar o solo.

“Eu fiquei contente que a gente conseguiu chegar a um acordo para que pudéssemos ter a paz de volta ao Estado de São Paulo e as pessoas voltarem a trabalhar. Espero que a isenção do pedágio para os eixos suspensos contribua com a solução”, resumiu o governador.

Márcio França citou que o desconto permitirá uma economia substancial: “No caso da Imigrantes, a economia será de R$ 25,60 por eixo levantado. Portanto, se o caminhão estiver vazio e levantar até três eixos a economia será de R$ 76,80”.

A medida foi publicada neste dia 30, em resolução da Secretaria de Estado de Logística e Transportes, depois que os caminhoneiros cumpriram os compromissos assumidos diante do governador em reunião realizada no sábado, dia 26, no Palácio dos Bandeirantes.

O prazo foi necessário para que a Secretaria tomasse as medidas jurídicas e administrativas necessárias para a efetiva implantação dos descontos, enquanto as concessionárias das rodovias preparassem seus sistemas e equipes operacionais para a adoção do novo modelo de cobrança. 

Após a publicação da resolução que beneficia os caminhoneiros, o governador fez questão de agradecer ao presidente da OAB São Paulo, Marcos da Costa, que “ajudou muito nas negociações” visando à solução do impasse.


Artigos Relacionados