Ídolo do Timão, Wladimir prevê problemas com a saída do lateral Arana

Arana foi negociado com o futebol espanhol, após fazer grande temporada no Corinthians

Postado em: em Futebol

Maior lateral esquerdo da história do Corinthians, Wladimir está preocupado com a carência na posição que o clube precisará contornar em 2018. Guilherme Arana, um dos grandes destaques nas conquistas dos títulos paulista e brasileiro, foi vendido ao Sevilla, da Espanha.

“Não tenha dúvidas de que será uma tarefa difícil substituir o Arana. Ele teve uma performance extremamente regular, o que é fundamental no futebol. Não adianta você fazer um jogo maravilhoso e outro catastrófico. Não conheço todo o elenco para saber se há alguém à altura dele. Será um trabalho a mais para o Carille”, comentou Wladimir, que participou de um jogo beneficente em prol do Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer (Graacc), nesta quarta-feira, no Pacaembu.

No atual elenco do Corinthians, as opções do técnico Fábio Carille para suprir a ausência de Arana são o volante Marciel, que tem atuado improvisado na lateral, e o criticado Moisés. O segundo, como não agradou ao retornar de empréstimo ao Bahia, provavelmente será cedido outra vez.

“Tanto o Marciel quanto o Moisés precisam de sequência de jogos”, pediu Wladimir. “É isso que te permite ter regularidade. A questão é dar sequência para ver se eles conseguem manter o mesmo nível de atuações que o Arana tinha”, acrescentou.

Wladimir sabe bem sobre o que fala quando cita sequência de jogos. Até hoje, o campeão paulista de 1977, 1979, 1982 e 1983 ostenta o recorde de partidas disputadas pelo Corinthians, 805.

Na esperança de encontrar um lateral esquerdo que agrade a Wladimir, o Corinthians não se contenta apenas com o que já tem no seu plantel. O chileno Mena, emprestado pelo Cruzeiro ao Sport, Júnior Tavares, cuja mãe quer que permaneça no São Paulo, e Zeca, em litígio com o Santos, já foram especulados como reforços para a posição. Já o jovem Guilherme Romão retornará de empréstimo ao Oeste e vive a expectativa de ser aproveitado por Carille.


Artigos Relacionados