Hospital Allan Kardec terá até final do ano, de 90 a 95 mil diárias de internação

Balanço foi apresentado durante prestação de contas na Câmara Municipal, nesta terça-feira, 26

Postado em: em Saúde

O vice-presidente do Hospital Psiquiátrico Allan Kardec, Fernando Faleiros (Foto: Bruno Piola)

​A Tribuna da Câmara foi utilizada na tarde desta terça-feira, 26, durante a 43ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Franca, para que duas entidades da cidade pudessem prestar contas e solicitar recursos. 

O primeiro a fazer uso da palavra foi o vice-presidente do Hospital Psiquiátrico Allan Kardec, Fernando Faleiros. 

Ele agradeceu à Câmara pelo apoio que a instituição tem recebido e apresentou dados da gestão do hospital. Ela completou neste mês 97 anos de existência.

Segundo ele, o Allan Kardec terá realizado de 90 a 95 mil diárias de internação durante todo o ano de 2019. Já o CAPS (Centro de Atenção Psicossocial) da entidade atende três mil pessoas por mês, por meio de convênio com a Prefeitura. 

Apesar dos números expressivos, Faleiros explicou que o déficit é de 33 reais para cada diária, devido à desatualização da tabela SUS (Sistema Único de Saúde). 

Com isso, o prejuízo anual da Fundação gira em torno de R$ 3 milhões. “Fazemos um esforço muito grande de gestão, cobrindo esse déficit com a clínica particular e também com campanhas. 

Por isso hoje estamos aqui conversando com todos os vereadores no sentido de pedir mais uma ‘forcinha’, para que possamos fazer frente aos desafios e compromissos”, disse.

Ao final do seu discurso, o vereador Adérmis Marini (PSDB) pediu informações sobre o programa das Residências Terapêuticas do Allan Kardec. 

O vice-presidente respondeu que serão inauguradas 11 unidades na região até o meio do ano que vem, sendo 10 em Franca e uma em Guará. 

As residências francanas abrigarão 104 pacientes da cidade. “É um processo que tem muitos benefícios, sobretudo na questão da reinserção social”, afirmou Fernando.

Já em resposta ao parlamentar Pastor Otávio Pinheiro (PTB), Faleiros explicou que os pacientes são internados no Allan Kardec apenas em última instância.

Por fim, o representante do hospital declarou que a meta é que a instituição seja autossustentável em três anos, não dependendo mais de verbas públicas.

Em seguida, o administrador geral da Fundação Santa Casa de Misericórdia de Franca, Tiago da Silva, fez uso da Tribuna.

“Ao longo dos anos, a Santa Casa tem melhorado e superado o seu conceito de gestão. A administração da Santa Casa de Franca foi a escolhida para gerenciar o AME (Ambulatório Médico de Especialidades) de Campinas”, anunciou.

Silva acrescentou que a Santa Casa atende 750 mil pessoas de toda a região de Franca, e solicitou R$ 2 milhões do duodécimo da Câmara (quantia que será devolvida à Prefeitura no fim do ano) para fechar as contas de 2019.

“A Fundação realiza meio milhão de procedimentos no ano, o que corresponde a 40% a mais do que recebe. Só tem como fazer isso com o apoio das emendas municipais”, finalizou Tiago.

A fala de Fernando e Tiago pode ser conferida na íntegra por meio do Youtube (link: https://youtu.be/MGkK81YrBqU?t=1216) e do Facebook (link: https://www.facebook.com/camaradefranca/videos/414243859461371/).

(Comunicação Institucional Câmara)


Artigos Relacionados