Grupo de construtoras faz nova edição do programa de formação de sócios

Programa oferece oportunidade para que os colaboradores se tornem sócios, promovendo o intraempreendedorismo

Postado em: em Urbanismo

São três etapas de seleção realizadas ao longo de três anos, sendo essa primeira com foco em competências comportamentais e atitudes empreendedoras

O grupo que engloba as empresas Bild Desenvolvimento Imobiliário e Vitta Residencial Construtora e Incorporadora encerra hoje mais uma edição do Programa de Formação de Sócios – atividade que foi implementada há cerca de dois anos e já formou no ano passado a primeira turma com o tão sonhado título de sócios da empresa.

Distribuir cotas da empresa é uma boa forma de atrair e reter talentos que contribuam para o crescimento dos negócios e é com essa filosofia que o grupo de construtoras com atuação nos Estados de São Paulo e Minas Gerais oferece mais um novo processo seletivo foi iniciado no 13 de agosto.

O Programa de Formação de Sócios, que começou a ser implementando em 2017, estimula o intraempreendedorismo entre os colaboradores que sonham em ser sócios das empresas através da expansão regional.

O processo seletivo interno de 2020 já é a maior seleção digital nas duas construtoras realizado até o momento. “São três etapas de seleção realizadas ao longo de três anos, sendo essa primeira com foco em competências comportamentais e atitudes empreendedoras.

Nós temos 36 sócios na empresa, sendo que quase metade deles estão no programa”, revela a gerente de pessoas, gestão e expansão do grupo, Francine Mendonça. Segundo ela, o grupo conta com um plano de expansão que depende da quantidade de formação de pessoas.

“Queremos expandir, mas através de gente alinhada com os nossos valores e cultura”, destaca.

Nesta nova edição, 175 colaboradores se candidataram. Destes, serão escolhidos cerca de 50 profissionais para a próxima fase.

O programa será completamente digital, instigando os participantes a resolverem problemas e desafios das áreas de cliente, cultura empresarial, expansão e novos negócios.

Um dos diferenciais do Programa de Formação de Sócios é que ele incentiva o empreendedorismo, promovendo o colaborador a conhecer todas as frentes de negócios da empresa, entre elas, empreender em uma nova cidade.

“A expectativa para os que não vão seguir como sócios é que estes retornem melhores para suas áreas, com uma nova visão estratégica e habilidades adquiridas como líderes”, comenta Francine.

Além disso, quem participa desenvolve mais criatividade, coragem, garra, empatia, liderança e resiliência. “Estes são alguns dos pontos que serão analisados nos colaboradores e as habilidades que o programa visa desenvolver”.

Francine Mendonça explica que o projeto é de extrema importância para as empresas, pois auxilia no desenvolvimento local e até nacional, através das aberturas de regionais em outras cidades.

“O programa avalia a melhor formação e o desenvolvimento de colaboradores em liderança e conhecimento do negócio como um todo. Esses conhecimentos são fatores decisivos”.

Sobre o processo

O processo seletivo será realizado durante três dias: 13, 14 e 15 de agosto (de quinta-feira a sábado).

A próxima fase, que conta com uma consultoria especializada no desenvolvimento da programação e gestão, será através do Ideathom, com desafios online – esta é a primeira vez que esta etapa acontece de forma virtual.

Nesta fase, o programa procura por pessoas com visão de dono, espírito de liderança, que tenham inquietude e sejam resilientes. 

Os que passarem por todas as etapas serão responsáveis pela construção de uma nova regional e, além disso, poderão buscar novas oportunidades no grupo.

O Programa de Formação de Sócios se baseia em três pilares: engenharia, vendas e corporativo. 

Por isso, o participante que se tornar sócio-regional terá que ter visão macro das três áreas para assim poder despontar a novos negócios.

Os dois primeiros anos são dedicados ao conhecimento das áreas e o último  trata-se de um estágio ao lado de um sócio-regional para entender as regras do negócio e todas as ações que são direcionadas: desde a escolha do terreno até o lançamento de um novo produto.

Visão dos donos

Rodrigo Villas Boas, um dos sócios fundadores da Bild e da Vitta Residencial, traduz esse programa como um sonho realizado.

Ele conta que a mentalidade dos sócios estruturais da empresa sempre foi muito focada no conceito de que o segmento em que atuam não é industrial e, sim, artesanal. 

“Por conta deste modelo, com o tempo chegamos à conclusão de que a diferença no final do dia são as pessoas com espírito de donos”.

Hoje, o grupo, com quase 2 mil colaboradores, configurou uma genética com vários DNAs empreendedores e tem musculatura para crescer consolidado. “Resolvemos montar um programa para dar asas para quem quer voar”


Artigos Relacionados