Governo Gilson tenta salvar EMDEF com "bondade" em "contrato" de R$ 4 milhões

EMDEF ganha "presente" de R$ 4 milhões para tocar aterro sanitário de Franca

Postado em: em Política

Depois que os próprios funcionários da EMDEF - Empresa de Desenvolvimento de Franca-  de capital misto, cujo controle é da Prefeitura, denunciaram o descumprimento da lei de criação da empresa, que diz que os serviços e obras de desenvolvimento urbano devem ser priorizados a ela, o Governo do Prefeito Gilson de Souza, finalmente decidiu se mobilizar e tentar salvar aquele patrimônio público. 

Ás vezes sem muitos critérios, ​a EMDEF é um verdadeiro "mamão com açúcar" para se administrar, pois não sofre concorrência direta com outras empresas do mercado privado, principalmente nos serviços de infraestrutura e pavimentação urbanas. 

Justamente por isso, às vezes, fica difícil compreender porque a empresa anda mal das pernas, com seu patrimônio físico (máquinas e caminhões) sucateado, sem passar por nenhuma renovação nos últimos dois anos. 

E, na tentativa de salvar a Empresa da "bancarrota" total, o Prefeito acaba de dar a ela um presente que qualquer empresa em dificuldade de sobrevivência gostaria de receber, o que, porém, não ocorre na iniciativa privada que não tem "padrinho" como a EMDEF tem no prefeito de Franca. 

Através do Processo  nº 17219/18, em publicação no Diário Oficial, o prefeito Gilson de Souza acaba de, mediante Dispensa de licitação,conceder à EMDEF, Aexecução de serviços de operação de aterro sanitário municipal Ivan Vieira no tocante a disposição de resíduos sólidos domiciliares coletados dentro dos limites físicos do município de Franca. 

Lógico, a Contratada é justamente a EMDEF – Empresa Municipal para o Desenvolvimento de Franca,pelo valor de R$ 4.008.600,00 (quatro milhões e oito mil e seiscentos reais).


Artigos Relacionados