Governo do Estado de São Paulo libera R$ 26 milhões para o agronegócio

Os R$ 26 milhões serão direcionados para cobertura de danos decorrentes de problemas climáticos

Postado em: em Agronegócios

O vice-governador Rodrigo Garcia anunciou, nesta sexta-feira (14), o repasse de R$ 26 milhões para os agricultores do Estado de São Paulo para a cobertura de danos decorrentes de problemas climáticos.

Os recursos fazem parte da Subvenção do prêmio do Seguro Rural e, somados aos R$ 25 milhões liberados no primeiro semestre de 2020, o Governo chega à marca recorde de R$ 51 milhões de recursos destinados à proteção de diversas culturas no Estado.

“Este seguro rural é voltado principalmente aos pequenos e micro produtores do Estado de São Paulo e muito importante na aquisição das apólices de seguro rural. Com essa liberação estamos batendo um recorde de recursos aos produtores rurais em 2020 mesmo durante a pandemia”, destacou Garcia.

O programa é uma medida de apoio fundamental aos produtores rurais que, durante a pandemia, seguem garantindo o abastecimento e a segurança alimentar da população. 

De acordo com as regras do projeto, os recursos poderão ser acessados até R$ 25 mil reais por beneficiário (CPF), sendo que o produtor rural poderá receber a subvenção estadual para mais de uma cultura e ou atividade, durante o mesmo ano civil. 

No total, a União arca com 35% do valor do prêmio, o Estado, 32,5%, e o produtor contratante, com os 32,5% restantes.

“O agro paulista não parou graças aos esforços dos produtores rurais que continuaram empreendendo durante este período. Precisamos cada vez mais apoiar este setor, garantindo que ele possa operar com a menor interferência possível, e o seguro rural tem um importante papel neste processo”, afirmou Gustavo Junqueira, Secretário de Estado da Agricultura e Abastecimento.

As contratações podem ser realizadas por meio das seguintes companhias: Essor Seguros, Companhia de Seguros Aliança do Brasil (BB Seguros), Tokio Marine, Fairfax Brasil, MAPFRE, Porto Seguro, Allianz, Sompro Seguros, Markel, Sancor Seguros, Excelsior Seguros, Swiss Re e Too Seguros.

No primeiro semestre de 2020, a liberação de R$ 25 milhões já permitiu beneficiar 3.900 produtores com a contratação de 5.904 apólices, com valor segurado de R$ 1 bilhão, sendo o prêmio líquido, ou seja, o valor pago pelo seguro, de R$ 78 milhões.

Em 2019, o Governo de São Paulo já havia inovado ao destinar mais de R$ 50 milhões para o projeto, o maior valor liberado até então, beneficiando 7.689 produtores diretamente, com a contratação de 14.806 Apólices.


Artigos Relacionados