Governo de SP lança linha de crédito para modernizar emissoras de rádio

Parceria com Associação de Emissoras do Estado resultará em financiamentos de até R$ 30 milhões

Postado em: em Política

O Governo do Estado de São Paulo anunciou, nesta terça-feira (21), uma ação inédita que poderá beneficiar cerca de 400 emissoras de rádio e TV paulistas. A Desenvolve SP firmou parceria com a Aesp (Associação das Emissoras Rádio e Televisão do Estado de São Paulo) para a realização de financiamentos de até R$ 30 milhões para compra de equipamentos de radiodifusão e geração de energia renovável.

A iniciativa visa o cumprimento do Decreto 8.139/2013, do Governo Federal, que prevê a extinção do serviço de radiodifusão sonora em ondas médias (AM) de caráter local. A medida permite que a Aesp divulgue aos seus associados as linhas de crédito da Desenvolve SP com foco no financiamento de máquinas e equipamentos necessários para que as emissoras de rádios que ainda operam na faixa AM migrem para a faixa em modulação de frequência (FM).

“Nós abrimos um crédito especial, pela primeira vez na história, no valor de R$ 30 milhões para compra e modernização de equipamentos de radiodifusão e geração de energia renovável para os veículos de comunicação”, disse o Governador João Doria. “É importante que essa tecnologia possa estar atualizada e que os veículos de comunicação possam continuar a servir bem a população de São Paulo”, acrescentou.

A Desenvolve SP disponibilizará duas linhas de crédito com recursos próprios. Uma delas é a linha de Financiamento ao Investimento Paulista, que irá custear máquinas e equipamentos como antenas e geradores de ondas de rádio, inclusive itens importados. Os interessados contarão com uma taxa de juros a partir de 4% ao ano mais Selic e prazos de até 60 meses para quitação, com carência de até um ano.

Como o modo de transmissão via FM gera mais consumo de energia, a outra linha é a Economia Verde. Ela permite a aquisição e instalação de equipamentos para produção de energia renovável, como placas fotovoltaicas. Neste caso, as taxas de juros partem de 2% ao ano mais Selic, e os prazos também são de até 60 meses, com carência máxima de um ano.

O limite de crédito para ambas as linhas é de R$ 20 mil até R$ 30 milhões por tomador de crédito, mediante análise de crédito vigente da instituição e apresentação de garantias por parte do tomador.

"De forma inédita, o Governo lança linhas de crédito que vão ajudar na modernização tecnológica das emissoras do nosso Estado e na redução dos custos para essas empresas. Isso mostra o olhar atento do Governo, por meio da Desenvolve SP, para inovar junto com o setor privado. Acreditamos nos meios democráticos de comunicação e no seu poder de inovação", afirmou o Vice-Governador Rodrigo Garcia.

Por definição do Banco Central, instituições financeiras como a Desenvolve SP não operam por meio de agências bancárias. Desta forma, os termos de cooperação são fundamentais para levar ao conhecimento dos empresários paulistas as vantagens oferecidas por uma agência de fomento. Atualmente, a Desenvolve SP conta com uma rede de parceria formada por 31 entidades empresariais e de apoio ao empreendedorismo em todo o Estado, como Fiesp, Ciesp e Sebrae-SP, entre outras.

Sobre a Desenvolve SP

A Desenvolve SP – Agência de Desenvolvimento Paulista – é a instituição do Governo do Estado de São Paulo que financia, por meio de linhas de crédito de longo prazo, o crescimento planejado das pequenas e médias empresas e municípios paulistas. Em dez anos de atuação, a agência ultrapassou a marca de R$ 3,2 bilhões em financiamentos, com impactos diretos na geração de emprego e renda em todo o Estado. Para mais informações, acesse www.desenvolvesp.com.br.


Artigos Relacionados