​Gilson de Souza quer fazer empréstimo de 10 milhões para recapear as ruas

Pedido de financiamento será apreciado em regime de urgência na sessão de terça-feira da Câmara

Postado em: em Política

Os vereadores de Franca terão a missão de avaliar projeto do prefeito Gilson de Souza na sessão da próxima terça-feira (03), em que ele pede autorização para fazer um financiamento de R$ 10 milhões.

O dinheiro seria para obras de recapeamento ou melhorias na operação “tapa buracos”. 

Recentemente a Câmara de Vereadores autorizou o repasse de R$ 4,5 milhões para a mesma finalidade.

Ao ser procurado para falar sobre essa proposta, o prefeito Gilson de Souza fez uma solicitação ao Jornal da Franca: “vamos aguardar pela aprovação do projeto e depois conversaremos”.

Porém, o seu líder na Câmara Municipal, vereador Tonny Hill, explicou que o projeto foi protocolado nessa semana em caráter de urgência. 

Nele, Gilson de Souza pede a autorização da Câmara Municipal, através de seus parlamentares, para contratar operação de crédito com o Banco do Brasil, no valor de R$ 10 milhões.

No projeto consta que os recursos serão destinados a investimentos em projetos, serviços e obras de engenharia para a administração pública municipal.

A aplicação dos recursos foi classificada como despesas de capital, observada a legislação vigente, em especial as disposições da Lei Complementar n° 101, de 04 de maio de 2000.

Inclusive, ao se utilizar da palavra no palco do parque “Fernando Costa” onde acontecia a festa dos 195 anos de anos, Gilson afirmou que o dinheiro seria para o recapeamento.

No corpo do projeto, enviado à Câmara, consta que os recursos serão direcionados para investimentos em infraestrutura viária e mobilidade urbana, especialmente para as obras de recapeamento asfáltico das principais vias públicas e avenidas locais.

Recentemente, Gilson de Souza conseguiu aprovar na Câmara Municipal projeto destinando R$ 4,5 milhões para a execução dos serviços de tapa-buraco.

Agora, além da operação Tapa Buraco, o prefeito diz que vai recapear algumas ruas da cidade, deterioradas pelo longo tempo de uso. 

Vereadores da oposição como Adermis Marini, Della Motta, Marco Garcia, Kaká devem questionar a situação.

Os vereadores tinham a informação de que Gilson de Souza estava com um projeto de recapear grande parte das ruas e, se preciso, iria solicitar um empréstimo para realizar as obras.

Os vereadores trabalhavam com um pedido perto de R$ 70 milhões, mas o oficial que chegou à Câmara Municipal foi de R$ 10 milhões. Pode ser que outras operações de crédito estejam sendo tratadas no Executivo municipal.

Recapeamento das ruas de Franca (Foto: Emdef)

Nas explicações do projeto de Lei 132/2019, Gilson ainda faz outras considerações como: o investimento terá retorno social para população em termos de melhoria da qualidade de vida, associada ao conforto, trafegabilidade, mobilidade e segurança das vias públicas locais.

E ainda se manifestou sobre o caixa da Administração, afirmando que a atual situação financeira do Município é favorável.

Segundo o prefeito, a Prefeitura está com suas contas rigorosamente em dia, "as finanças públicas estão controladas, conforme recente avaliação do Tribunal de Contas". 

Gilson de Souza diz que a situação permite realizar esta operação de crédito para investimento em infraestrutura viária e mobilidade urbanado Município e em melhoria da qualidade de vida para a população. 

"Com esse investimento a Prefeitura vai conseguir recuperar as vias públicas que encontram-se em situação mais precária e que demandam intervenções urgentes", disse Gilson de Souza. 


Artigos Relacionados