​Gaeco cumpre mandados em Nuporanga para investigação de ex-prefeito

A investigação busca a apuração do crime de lavagem tendo como infração antecedente fraudes licitatória

Postado em: em Política

Nesta sexta-feira (20/9), o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), contando com o apoio Polícia Militar, com o objetivo de combater crimes praticados em prejuízo ao patrimônio público, cumpriu mandados de busca e apreensão na cidade de Nuporanga e Franca relacionados a crimes de lavagem de capitais. 

A investigação busca a apuração do crime de lavagem tendo como infração antecedente fraudes licitatórias praticadas na cidade de Nuporanga e respectiva associação criminosa formada para tal fim, delitos já denunciados e constantes dos autos nº 1001377-35.2018.8.26.0397.

As investigações desenvolvidas apuraram diversas fraudes envolvendo procedimentos licitatórios realizados com verbas oriundas da Secretaria de Estado de Turismo do Estado de São Paulo, no total de R$ 577.300,00.

Constatou-se que os investigados praticaram atos típicos de lavagem de dinheiro, como ocultação da real propriedade de bens, colocando-os em nome de terceiras pessoas.

Também foram apurados atos típicos de desvinculação das verbas recebidas nas fraudes de seus reais beneficiários, tendo como escudo pessoas jurídicas ou empréstimos fictícios.

Constataram-se, ainda, movimentações bancárias de investigados em total descompasso com as rendas declaradas, já que, no intervalo de quatro anos, entre 2013 e 2016, circulou por uma das contas de “laranjas” o valor aproximado de R$ 8 milhões.

A busca tem como finalidade a coleta de material probatório para o seguimento e aprofundamento das investigações envolvendo ex-prefeito da cidade de Nuporanga e outros investigados.


Artigos Relacionados