Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto é contemplada por edital

Ela utilizará todo o recurso anunciado para a realização da 20ª Feira Internacional do Livro de Ribeirão

Postado em: em Cidades

A Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto é uma das vencedoras, na maior categoria, do Edital Feiras e Ações Literárias de 2019 – concedido pelo Ministério da Cidadania, representado pela Secretaria da Economia da Cultura – SEC, da Secretaria Especial de Cultura - Secult. O recurso obtido será integralmente destinado para a realização da 20ª Feira Internacional do Livro de Ribeirão Preto, que em 2020 acontece de 30 de maio a 7 de junho, em Ribeirão Preto (SP).

O resultado do edital de Feiras e Ações Literárias 2019 foi publicado no dia 29 de novembro, no Diário Oficial da União. Neste ano, o edital premia 11 projetos de entidades privadas sem fins lucrativos para a realização de feiras literárias. Na classificação geral, as Feiras do Livro de Ribeirão Preto e de Porto Alegre, ambas com nota máxima, ficaram à frente da Flip e da Bienal de São Paulo.

O edital tem o objetivo de ampliar o acesso ao livro e à leitura nos municípios, difundir a literatura brasileira, fortalecer a cadeia produtiva e a economia do livro e estimular a formação de leitores e práticas de leitura. Ao todo, o prêmio soma R$ 2 milhões, divididos entre três categorias. 

Segundo a superintendente da Fundação do Livro e Leitura, Viviane Mendonça, a entidade preencheu todos os pré-requisitos e critérios de avaliação de sua categoria, que é a que possui maior dificuldade de aprovação e obteve a nota máxima: 46 pontos. “Cumprimos todos requisitos solicitados pelo edital e estamos muito honrados com a premiação. É mais uma conquista para a nossa Feira do Livro, principalmente no momento em que ela ganha projeção internacional como formato a partir da edição de 2020”, comenta.

Os critérios de avaliação do Ministério da Cultura levaram em consideração as características dos projetos apresentados como clareza, consistência e coerência com objeto e objetivo do edital; impacto cultural, social, econômico; histórico do proponente no campo cultural e em destaque na promoção do livro, leitura e literatura e de atuação da feira ou ação literária e seu grau de reconhecimento público.

A presidente da Fundação do Livro e Leitura, Dulce Neves, destaca ainda a importância do aporte para a realização da Feira Nacional do Livro, que com 20 anos de história tem se mantido como um dos mais importantes eventos literários, atraindo milhares de pessoas interessadas na promoção do livro e da leitura. “A Feira acaba de tornar-se um dos maiores encontros literários com abrangência internacional. Atualmente, já conseguimos trazer nomes da literatura mundial, como neste ano, o autor educação homenageado, Boaventura de Sousa Santos. Além disso, estamos criando parcerias estratégicas com diversos países, o que intensificará ainda mais o intercâmbio no eixo das ideias e reflexões que a Feira do Livro propõe”.

A partir do comunicado de aprovação do edital, a Fundação do Livro e Leitura parte para a captação de recursos junto a empresas que passarão a ser patrocinadoras do evento e poderão contar com os mecanismos de incentivos fiscais do Governo Federal. 

Sobre a 20ª Feira Internacional do Livro de Ribeirão Preto (FIL)

Nesta 20ª edição, a FIL traz o tema “20 anos depois. E agora?” e será realizada de 30 de maio a 7 de junho de 2020. A festa literária vai manter seu formato original com realização compartilhada com diversos parceiros e seleção de homenageados. O escritor principal será Mia Couto. O autor educação é Edgar Morin; a autora infantojuvenil é Semiramis Paterno; autor local, Carlos Roberto Ferriani, a professora homenageada (local), Elaine Assolini e o patrono Paulo Roberto Oliveira. O grande desafio da próxima edição de 2020 é que o evento será transformado em Feira Internacional de Literatura e lançará daqui para frente coligações com pelo menos um país por edição.

Sobre a Fundação

A Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto é uma entidade de direito privado, sem fins lucrativos. Trata-se de uma evolução da antiga Fundação Feira do Livro, criada em 2004, especialmente para realizar a Feira Nacional do Livro da cidade. Hoje, é considerada a segunda maior feira a céu aberto do país, realizada tradicionalmente no mês de junho.

Com uma trajetória sólida e projeção nacional e internacional, a entidade ganhou experiência e, atualmente, além da Feira, realiza muitos outros projetos ligados ao universo do livro e da leitura com calendário de atividade durante todo o ano. A Fundação se mantém com o apoio de mantenedores e patrocinadores, com recursos diretos e advindos das leis de incentivo, em especial do Pronac e do Proac.


Artigos Relacionados