Franca recebe R$ 4,3 milhões do governo estadual por meio do FEAS

Foram beneficiadas com repasse de R$ 20 milhões as regiões de Franca, Araraquara, Ribeirão Preto e Barretos

Postado em: em Desenvolvimento

O governador Geraldo Alckmin esteve na última terça-feira, 27 de fevereiro, em Barretos para o descerramento da placa do Centro de Convivência do Idoso – CCI “Ignez Scarpellini L’Apiccirella” e assinatura da liberação de um repasse de R$ 20 milhões para as regiões de Barretos, Araraquara, Franca e Ribeirão Preto, por meio do Fundo Estadual de Assistência Social (FEAS).

Com o repasse para os Fundos Municipais, os 93 municípios devem aplicar a verba nos serviços cofinanciados de acolhimento de crianças, adolescentes, idosos, como também em equipamentos que atendem moradores em situação de rua, pessoas com deficiência e em situação de violência. “As prefeituras apoiam entidades que trabalham com crianças, idosos, pessoas com deficiência, enfim, atendem sem distinção. O único objetivo é a necessidade, aqueles que mais precisam”, disse o governador. O evento contou ainda com a participação do secretário de Desenvolvimento Social, Floriano Pesaro.

A região de Barretos, com 19 cidades, receberá R$ 4,6 milhões; Araraquara, com 26, terá o total de R$ 4,6 milhões; Franca, com 23, ficará com R$ 4,3 milhões; e Ribeirão Preto, com 25 municípios, receberá R$ 6,2 milhões do Governo do Estado de São Paulo.

Sobre o FEAS

Conforme o Sistema Único de Assistência Social (SUAS), é responsabilidade do Estado o cofinanciamento dos serviços, ações e programas socioassistenciais. O repasse é realizado de acordo com as ações definidas no Plano Municipal de Assistência Social (PMAS). Com isso, as secretarias municipais de Assistência Social definem como alocar os recursos do cofinanciamento estadual de acordo a realidade local.

CCI

O Centro de Convivência do Idoso integra o Programa São Paulo Amigo do Idoso, coordenado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social. O objetivo é oferecer um espaço de socialização, para evitar o isolamento da pessoa idosa. No local, idosos independentes com mais de 60 anos têm a opção de despertar novas habilidades, por meios das diversas atividades socioeducativas.

No Estado de São Paulo, já foram inaugurados 252 CCI, outros 112 estão em execução, num investimento total de R$ 91 milhões. Mais de 73 mil idosos já foram atendidos.

Sobre o Programa SP Amigo do Idoso

Lançado em 2012, o programa tem o objetivo de executar ações efetivas e integradas para a garantia do envelhecimento ativo do idoso, fortalecendo seu papel social e resultando em uma nova postura diante do envelhecimento.

O programa propõe ações intersecretariais voltadas à proteção, educação, saúde e a participação da população idosa do Estado. São 11 Secretarias de Estado envolvidas e o Fundo Social de Solidariedade (FUSSESP), sob a coordenação da Secretaria de Desenvolvimento Social.


Artigos Relacionados