Franca realiza primeiro concurso de modelo para pessoas com deficiência

A seletiva é um projeto pontual de fotografia inclusiva com a possibilidade de encontrar new-face

Postado em: em Moda

Podem participar pessoas com Deficiência física, visual parcial, psicossocial, auditiva parcial, múltipla, de 07 a 30 anos que tenham condições de fazer um material fotográfico

A ação é promovida pela Lília Castaldi Guimarães, estudante do 4º semestre de Psicologia e Serviço Social, que estuda na Universidade de Franca (UNIFRAN). O trabalho ainda é aprovado pela WAM STUDIO. 

Lilian revela que possui um estúdio fotográfico que trabalha com materiais de new-face, e-commerce, campanhas e editoriais.

Esse projeto visa promover a inclusão de pessoas com deficiências na fotografia publicitária e moda, já que esse público ocupa poucos espaços na mídia. 

Será a primeira vez que a cidade realize um evento desta natureza, sendo que no Brasil ele é desenvolvimento pela empresária Kica de Castro e Lado B.

Kica de Castro, fotógrafa e publicitária foi a idealizadora e criadora da primeira agência de modelos para pessoa com algum tipo de deficiência do Brasil. Em 2014, recebeu o prêmio de Paulistano nota 10 da revista VEJA. 

premiação foi uma iniciativa da revista para pessoas que transformam a cidade de São Paulo de alguma forma. Hoje Kica tem parceria com a loja inclusiva Lado B, que tem todo o casting formado por PcD.

Na 1ª edição da seletiva, a proposta é beneficiar diretamente 20 PcD com o book digital + edição exclusiva da revista impressa. 

Após o tratamento das fotos será montado a ficha técnica, de cada modelo e o material fotográfico será submetido à análise das agências. Caso alguma agência manifeste interesse nos modelos, será solicitado o comparecimento presencial no local previamente acordado. 

A seletiva é um projeto pontual de fotografia inclusiva com a possibilidade de encontrar new-face (novos rostinhos para o mercado publicitário) e apresentá-los nas duas únicas agências brasileira que tem todo o casting composto por PcD, Kica de Castro e Lado B.

A iniciativa se deu pela falta de espaços ocupados por esse grupo, e na preocupação de não limitar à fotografia e edição da revista impressa. 

O projeto existe com o objetivo de dar ênfase nos direitos e inclusão da pessoa com deficiência, tanto na sociedade como no mercado de trabalho.

O projeto conta com 3 fases que serão desenvolvidas entre setembro e dezembro.

PÚBLICO ALVO

Podem participar pessoas com Deficiência física, visual parcial, psicossocial, auditiva parcial, múltipla, de 07 a 30 anos que tenham condições de fazer um material fotográfico.

Na cidade de Franca existem aproximadamente 15.000 pessoas com deficiência, sendo assim estima-se que ao menos 2% da população de Franca e região façam a inscrição, selecionando 20 beneficiários diretos do projeto.

INSCRIÇÕES, VALIDAÇÕES E SELEÇÃO

As inscrições dos candidatos serão feitas através do formulário de inscrição disponibilizado nos canais de comunicação digital, e pela entrega do cadastro nos pontos comerciais dos patrocinadores.

As mesmas serão aceitas conforme Institui a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência), disponibilizada em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015



Artigos Relacionados