Fora da Globo, ator Marco Pigossi acerta com a Netflix e grava na Espanha

Por dominar o espanhol e o inglês, Marco vem encontrando boas chances no mercado internacional

Postado em: em Um Toque a +

​Longe da Globo desde a participação em Onde Nascem os Fortes (2018), Marco Pigossi segue em atividade na Netflix.

Após dar vida a um dos personagens da série australiana Tidelands (2018) e de rodar Cidade Invisível, dirigida por Carlos Saldanha – ainda sem lançamento definido –, o ator passa a se dedicar à terceira temporada da produção espanhola Alto-mar. 

De acordo com informações da jornalista Patrícia Kogut, Pigossi embarcou no último dia 31 para Madri, onde a série será gravada. Por dominar o espanhol e o inglês, Marco vem encontrando boas oportunidades no mercado internacional; a carreira no exterior o levou a abrir mão do contrato fixo com a Globo. 

Assim, Marco Pigossi trilha o caminho de figuras como Sônia Braga e Rodrigo Santoro, que também deixaram a emissora rumo ao êxito fora do país. 

Ambos, porém, seguiram marcando presença em produções do canal: Sônia esteve nos folhetins Força de um Desejo (1999) e Páginas da Vida (2006); Rodrigo participou da minissérie Hoje é Dia de Maria (2005) e da novela Velho Chico (2016). 

Pigossi ainda não ensaiou nenhum movimento em relação à casa que o projetou. A estreia dele na Globo se deu na minissérie Um Só Coração (2004).

Com Maria Adelaide Amaral, uma das autoras da produção, fez também Queridos Amigos (2008), Tititi (2010) e Sangue Bom (2013); aqui, o primeiro protagonista, Bento. Marco se popularizou com Caras e Bocas (2009), na pele do afetado Cássio – do bordão “tô rosa chiclete”. Esteve ainda em Fina Estampa (2010) e Gabriela (2012). 

Após Sangue Bom, capitaneou o elenco de Boogie Oogie (2014), às 18h. Depois, esteve em A Regra do Jogo (2015) e A Força do Querer (2017). Na pele de Zeca, ganhou prêmios como Troféu Imprensa e Melhores do Ano, do Domingão do Faustão.


Artigos Relacionados