Fofocas musicais O PODER DA MÚSICA

Postado em:

https://www.facebook.com/mzandonna/videos/638552943273359/UzpfSTEwMDAwMDYyODE0ODE1NzoyNDU2OTQyODM0MzM2NjMx/

Vamos começar com este vídeo sem palavras...

Ainda ontem estava conversando com um aluno já adulto sobre as manifestações mais diversas que aparecem no piano.

Falávamos de sintomas.

A forma como o aluno se comporta ao piano, denuncia o que ele tem dentro dele. Esta foi nossa conversa.

Como uma pessoa se senta ao piano, como coloca as mãos sobre as teclas, como toca, como compreende a partitura ou não, se é observadora ou se passa por cima dos detalhes... assim será na vida.

Quando esta pessoa consegue começar a perceber os detalhes de uma partitura e com esmero se dedica a compreendê-la, isso vai reverberar em sua vida.

Quando não consegue de forma alguma se entregar a este ‘ novo’, também terá dificuldades de se entregar ao novo em sua vida.

Conforme seu toque se apresenta, por exemplo, endurecido e com medo, assim está esta pessoa na vida: endurecida e com medo. Quando consegue se entregar, fazer os exercícios musculares que relaxam , vai relaxando também na vida e aos pouquinhos deixando o medo e partindo para enfrentar.

E falando em exercícios musculares, tive a confirmação esta semana do poder que tem o corpo na transformação de vidas. Temos memórias musculares. Tudo é registrado no corpo.

https://hilariotrigo.com.br/aula1

Até neste Domingo , quando este artigo será publicado, esta aula estará disponível.

Transferindo para o instrumento musical : os exercícios que fazemos, as técnicas, as músicas que tocamos, estamos ativando músculos. Este trabalho muscular vai mexendo com as memórias musculares registradas e tudo vai se transformando. Portanto, quanto mais se estuda, mais se transforma, mais se cura.

O recado de hoje é curto e profundo: preste atenção no seu corpo.

Veja o vídeo do rapaz cego, o que ele faz tocando piano e cantando.

Quanto tempo perdemos deixando de nos exercitarmos?

Tenho um aparelho de ginástica ao lado da sala de estudos, para os alunos chegarem e se exercitarem por 5 minutos, com o intuito de fazer oxigenação cerebral, melhorando o rendimento nos estudos. Mas a maioria não se importa ou não quer fazer. O aparelho continua lá.

Sim, temos memória muscular. Quem já estudou piano sabe disso, porque depois de muitos anos volta a estudar e ativa aquelas memórias, logo está tocando novamente.

Detalhe : se as memórias foram ruins, voltarão e precisarão ser curadas.

Bom dia amigos!​

*Esta coluna é semanal e atualizada aos domingos.