Feirão de Renegociação de Dívidas do SPC é prorrogado até 23 de dezembro no país

Consumidores com dívidas podem renegociar os pagamentos com descontos de até 90%

Postado em: em Economia

​O Feirão de Renegociação de Dívidas, promovido pelo Serviço de Proteção de Crédito (SPC) Brasil será prorrogado até segunda-feira, dia 23. É possível negociar de forma on-line.

De acordo com Michel Felix, gerente de produtos do SPC Brasil, o feirão foi prorrogado pensando nos 61 milhões de consumidores inadimplentes, o que representa 39% da população adulta no País. “A prorrogação também foi feita com a intenção de possibilitar as negociações em condições especiais, como a oportunidade de negociar as dívidas com até 90% de desconto sobre o valor da dívida e realizar parcelamento” Michel afirma que, no primeiro dia do feirão nacional, a plataforma do SPC Brasil teve mais de 100 mil acessos.

Consumidores com dívidas podem renegociar os pagamentos com descontos de até 90%. 

São mais de 147 empresas, desde bancos, consórcios, operadoras de telefonia, construtoras, supermercados e empresas do comércio e do ramo de serviços e mais de 1 milhão de títulos disponibilizados para renegociação com condições especiais para quem estiver interessado em regularizar as pendências.

Para participar, o consumidor deverá fazer um cadastro no site https://www.spcbrasil.org.br/feirao/.

Após receber a confirmação de autenticidade, o consumidor tem a opção de consultar o seu CPF, gratuitamente, para verificar se há pendências e se elas estão disponíveis para renegociação dentro do próprio site.

Também é possível acompanhar o andamento de sua negociação de forma on-line, realizar o download do boleto com as novas condições ofertadas pelo credor e ser lembrado quando estiver perto do próximo vencimento.

Serviço

Site Negociar Dívida do SPC Brasil

www.spcbrasil.org.br/feirao

Dados do SPC mostram 52% das dívidas abertas estão ligadas a instituições financeiras. O comércio confere 18% das dívidas, o setor de comunicação é de 12% e contas de água e luz somam 10%.


Artigos Relacionados