Fatalidades no trânsito seguem em queda no estado de São Paulo

De acordo com o Infosiga, foram registrados 374 óbitos no mês de fevereiro, menor índice desde 2015

Postado em: em Segurança

O Estado de São Paulo registrou em fevereiro último o menor número de óbitos desde 2015, quando teve início o levantamento do Infosiga SP, sistema gerido pelo Movimento Paulista de Segurança no Trânsito.

No segundo mês deste ano, foram registradas 374 vítimas de acidentes de trânsito, redução de -10,1% na comparação com o mesmo período de 2017 (416 ocorrências).

Entre as bases de dados do governo do Estado, o Infosiga SP já é a segunda mais acessada, atrás apenas do Infocrim – Informações Criminais, de acordo com levantamento Governo Aberto SP, realizado pela Ouvidoria Geral do Estado. “O Estado registrou, pelo segundo mês seguido, o menor número de óbitos da história do Infosiga SP. Resultado que só foi possível graças à união de muitos esforços, com projetos que desenvolvemos em parceria com municípios, iniciativa privada e terceiro setor coordenador pelo Movimento Paulista de Segurança no Trânsito e Detran.SP. Temos um longo caminho a percorrer, mas estamos no rumo certo para tornar nossas ruas e estradas mais seguras”, disse Alckmin.

Lançado em 2016, o Infosiga SP analisa ocorrências nos 645 municípios do Estado desde 2015. O sistema é atualizado mensalmente, no dia 19 ou dia útil seguinte, e as informações são publicadas no site www.infosiga.sp.gov.br. As estatísticas de cada cidade trazem detalhes dos acidentes, e, desde agosto de 2016, é possível identificar também a localização das ocorrências por meio do Infomapa SP.

Atualmente, em acessos, a ferramenta fica atrás apenas do Infocrim, sistema que traz dados sobre crimes registrados pela polícia. “O trabalho desenvolvido pela equipe de dados do Movimento Paulista permitiu melhorias importantes que contribuíram para esse resultado, como a criação do Infomapa e o painel interativo, em que as consultas passaram de tabelas para uma ferramenta com gráficos para pesquisas específicas e análises mais acuradas”, explica a coordenadora do programa, Silvia Lisboa.

Estatísticas de fevereiro

Motociclistas seguem na liderança das estatísticas. Usuários de moto somam 137 vítimas em fevereiro, mas com redução de -1,7% na comparação com 2017 (144 casos). Já 105 fatalidades vitimaram pedestres, redução de -3,1% (118 óbitos), seguido por ocupantes de automóveis, com 81 vítimas (-1,9%, 89 casos), e ciclistas, único grupo que apresentou aumento no mês. Foram 29 fatalidades em fevereiro, contra 21 no ano passado, aumento de 1,9%.

Mesmo com a melhora do cenário econômico que traz reflexos para o fluxo de veículos, o Estado apresenta tendência de queda nos índices. No primeiro bimestre, foram registrados 761 óbitos contra 825 casos no ano passado, redução de -7,8% e 64 vidas poupadas. “É inegável que os números estão ainda longe do ideal, mas as reduções são um indicativo importante e mostram que a sociedade está se mobilizando em prol da segurança no trânsito”, afirma Silvia Lisboa.

Programa do Governo do Estado de São Paulo, tem como principal objetivo reduzir pela metade os óbitos no trânsito no Estado até 2020. Inspirado na “Década de Ação pela Segurança no Trânsito”, estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU) para o período de 2011 a 2020, o comitê gestor do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito é coordenado pela Secretaria de Governo e composto por mais nove secretarias de Estado: Casa Civil, Segurança Pública, Logística e Transportes, Saúde, Direitos da Pessoa com Deficiência, Educação, Transportes Metropolitanos, Planejamento e Gestão, Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação.  As secretarias são responsáveis por construir um conjunto de políticas públicas para redução de vítimas de acidentes de trânsito no Estado.


Artigos Relacionados