Ex-vereador critica relação da Prefeitura com creches mantidas no município

Valim é funcionário da Rádio Difusora, que tem como sócio o vereador Corrêa Neves Júnior

Postado em: em Política

O radialista e ex-vereador Marcelo Valim divulgou um vídeo, que se espalhou rapidamente nas redes sociais, criticando o relacionamento do Prefeitura de Franca com as creches da cidade, que são em sua maioria administradas por instituições.

O formato da parceria é simples: as entidades assistenciais administram a creche e a Prefeitura, via Secretaria Municipal de Educação, repassa um valor pré-estabelecido para cada criança de um a quatro anos atendida.

Ocorre que este ano o relacionamento passou a ser estabelecido com base na Lei Federal 13.019, criada com o intuito de moralizar a relação entre entidades e o poder público.

Valim disse que as inscrições nas creches deveria ter começado no último dia 24, mas que isso não ocorreu, o que tem preocupado pais e responsáveis pelas crianças, muitos dos quais não têm onde deixá-las.

"Já deveria ter acontecido o chamamento, que é o convênio entre a Prefeitura e as creches, mas não ocorreu. Estão empurrando com a barriga. Os diretores e diretoras estão passando apertado, porque não podem fazer as matrículas pois o Jurídico da Prefeitura ainda não organizou o chamamento", disse o ex-vereador.

Poderia ser feito ainda, segundo Valim, um aditamento e prorrogar os convênios em vigor este ano, mas o Jurídico afirmou que é inviável. "Novembro já acabou, estamos em dezembro. Como fica essa situação? O pais não estão trabalhando tranquilos, estão apavorados, porque até agora não foram feitas as matrículas em 47 creches", explicou Valim.

Ele criticou também os órgãos fiscalizadores do prefeito Gilson de Souza (DEM), como a Câmara Municipal. "Ele está fazendo o quer, está deitando e rolando. Os vereadores, eleitos pelo povo, não estão fiscalizando. O prefeito está nadando de braçada e fazendo o que quer. Eu orientei os pais a procurar o Ministério Público", afirmou.

As críticas foram destinadas também a Edgar Ajax. "O secretário de Educação não está fazendo nada. Precisa dar um jeito. Como fica a situação dos pais? E aí, prefeito? Não vai tomar uma atitude? Não estão conseguindo fazer uma reunião? Está uma zona, largado, abandonado. O prefeito faz o que quer e todos estão assistindo de braços cruzados", finalizou Marcelo Valim.

Curiosamente, Valim é funcionário da Rádio Difusora, que tem como sócio o vereador Corrêa Neves Júnior (PSD), um dos mais vorazes defensores do prefeito Gilson de Souza na Câmara dos Vereadores.



Artigos Relacionados