Ex-presidente da República, Michel Temer é preso nesta quinta, 21, pela Lava-Jato

Agentes ainda tentam cumprir mandado contra Moreira Franco, ex-ministro de Minas e Energia de Temer

Postado em: em Política

O ex-presidente Michel Temer e o ex-ministro Moreira Franco durante cerimônia de assinatura de contratos de concessões de aeroportos (Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil)

O ex-presidente Michel Temer oi preso nesta quinta-feira (21) pela força-tarefa da Operação Lava-Jato do Rio de Janeiro. Os agentes ainda tentam cumprir um mandado contra Moreira Franco (MDB), ex-ministro de Minas e Energia de Temer e ex-governador do Rio de Janeiro.

O ex-presidente Michel Temer responde a dez inquéritos na Justiça. Cinco deles tramitavam no Supremo Tribunal Federal (STF), abertos quando ele era presidente da República  - pois ele tinha foro privilegiado em função do cargo que ocupava desde 2016, quando assumiu a presidência com o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).  Esses cinco processos foram encaminhados à primeira instância depois que ele deixou o cargo.

Trata-se do segundo ex-presidente da República preso. Em abril do ano passado, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silba foi preso em São Bernardo do Campo,  em São Paulo,  e transferido para a sede da Polícia Federal em Curitiba, onde cumpre prisão após condenação em segunda instância.  

Moreira Franco e Temer foram citados por delatores e doleiros, investigados no âmbito da Lava-Jato, mas ainda não há detalhes sobre o motivo das prisões.



Artigos Relacionados