Estudo científico revela as práticas que reduzem o contágio quase a 100%

Uma nova pesquisa foi publicada no periódico científico The Lancet, e divulgada pela revista Galileu

Postado em: em Ciência

​Ao longo dos últimos tempos têm sido feitos diversos alertas preventivos em relação ao surto de coronavírus. Um dos principais passa pela frequente limpeza das mãos, tarefa que deve demorar, pelo menos, 20 segundos. 

Mas é também necessário ter outros cuidados, seja com os objetos em que pegamos com frequência, como é o caso do smartphone, ou na forma como cumprimentamos outras pessoas.

Agora, uma nova pesquisa, publicada no periódico científico The Lancet, e divulgada pela revista Galileu, revela que o distanciamento social é de fato um método eficaz no combate contra a propagação do coronavírus. 

Além disto, o estudo avança ainda que medidas de quarentena, tal como o encerramento de escolas e de estabelecimentos comerciais e o incentivo para trabalhar a partir de casa, provaram ser bastante eficientes na diminuição de casos de Covid-19.

«Os resultados deste estudo fornecerão aos criadores de políticas de saúde pública evidências para iniciar a implementação de medidas aprimoradas de controle de surtos que poderiam mitigar ou reduzir as taxas de transmissão local, se implantadas de maneira eficaz e oportuna», disse Alex Cook, pesquisador da Universidade Nacional de Singapura, em declarações à imprensa. 

Os responsáveis avançam que se tudo isto por feito, o risco de ser contagiado pelo vírus reduz-se para 99,3%.


Artigos Relacionados