Estudantes de Itirapuã são vencedores na região do Movimento Inova 2020

O desafio surgiu de um problema na escola, dado que em apenas uma das duas quadras possui cobertura

Postado em: em Educação

Durante os dois dias de evento, concorrentes realizaram apresentações ao vivo dos projetos da rede estadual de ensino

Os estudantes Bianca Stefany Soares Silva, Marcela Vieira de Souza e Ana Clara Costa Funchal, orientadas pelo professor Eduardo Augusto Jacinto Tellin, da escola EE Profº Henrique Lespinasse, em Itirapuã, estão entre os premiados no Estado com o projeto Construindo Conceitos.

Eles participaram do concurso Movimento Inova 2020, da Secretaria de Educação do Estado, e foram classificados entre outros estudantes.

O desafio matemático surgiu de um problema enfrentado há muito tempo pela escola, dado que em apenas uma das duas quadras possui cobertura

O Movimento Inova 2020 foi realizado na rede pública estadual nos dias 22 e 23 de outubro.

A edição deste ano foi realizada de forma totalmente online e contou com apresentações ao vivo dos alunos que competiam para a Feira de Ciências, Mostra Interativa de Robótica e Computação Criativa e Hackaton.

CONFIRA OS VENCEDORES

Mostra Interativa de Robótica e Computação Criativa

GambiCond – EE Conde do Pinhal, em São Carlos, DE São Carlos

Participantes: Bianca Emanuelle Barbosa Mendes e Peter Augusto dos Santos Pereira, orientados pelo professor Rogério Vargas.

Resumo: “Diante de uma situação problema de poluição do ar, o projeto responde à pergunta: “Como está a qualidade do ar?”. O sensor, criado na primeira etapa, identifica as partículas do ar por tamanho (conseguindo identificar fumaça, metano, carbono, poeira, gás de cozinha etc.). Após essa classificação, o sensor verifica se tem algum poluente na partícula. O sensor ainda possui outra vantagem: após a transferência do programa para o mesmo, ele funciona na ausência de um computador. ”

Hackaton

Mente Saudável – EE Profª Adelaide Maria de Barros, em Mogi das Cruzes, DE Mogi das Cruzes.

Participantes: Flávio Henrique Pereira Lemos, Luis Gustavo Ribeiro, Laysa de Sousa Nunes e Rute Gimenez Dias, orientados pelo professor Deide Wander Novais Cortes.

Resumo: “Aplicativo Mente Saudável foi idealizado pelos estudantes no momento da pandemia, atendendo à necessidade vigente do nosso tempo de promover o cuidado da saúde mental. Esse aplicativo sinaliza quando o adolescente precisa de ajuda.”

Feira de Ciências

Categoria Master Ciências da Natureza:

Órtese Auditiva Via indução Óssea de Baixo Custo – EE Coronel João Ernesto Figueiredo, em Joanópolis, DE Bragança Paulista.

Participantes: Availdo Praxedes de Oliveira Junior e Pascoal de Oliveira Neto orientados pela professora Simone Alves Graciano.

Resumo: “O objetivo deste projeto é desenvolver uma Órtese auditiva via indução óssea. Com isso, o deficiente não precisará fazer uma cirurgia, inacessível para diversos estudantes. A órtese que se pretende desenvolver, consiste em motores que vibram e conduzem o som por meio dos nossos ossos temporais que vibrará a cóclea, e dela a vibração será enviada para o cérebro que a traduzirá em som.”

Categoria Júnior Ciências da Natureza:

Inteligência Artificial no combate à COVID-19.

Sistema de Machine Learning no Monitoramento do uso de Máscara Facial e controle de pessoas em ambientes coletivos. – EE Profª Maria das Dores Ferreira d’Rocha, em Santa Rita D’Oeste, DE Jales.

Participantes: Enso Matheus Papali de Carvalho orientado pelo professor Tiago Pretel Rebecchi.

Resumo: “O trabalho busca o desenvolvimento e a utilização de um sistema com Machine Learning (Aprendizado de Máquina) que possa monitorar e controlar o uso de máscara facial e controlar a quantidade de pessoas que adentram em locais públicos ou coletivos, como escolas, hospitais e estabelecimentos comerciais, contribuindo para manter a estes locais mais seguros e diminuir as possibilidades de contaminação. ”

Categoria Master Ciências Humanas e Sociais Aplicadas:

Aplicativo Startview:

Uso de tecnologias (TIC) como suporte na busca por soluções dos problemas de descarte irregular de resíduos sólidos em vias urbanas, no bairro Santa Clara – Assis-SP – EE José Augusto Ribeiro, em Assis, DE Assis.

Participantes: Nathaly Santos e Vitória Oliveira Pereira orientadas pela professora Daiane Vaz Vieira.

Resumo: “O projeto traz estratégias para informar a população sobre a necessidade de se fazer o correto descarte dos resíduos, separando o que for reciclável do lixo comum, acondicioná-los adequadamente para a coleta, cumprir calendários e horários. Para isso, as tecnologias de informação e comunicação (TIC), neste caso específico o aplicativo de celular STARTVIEW, foi uma opção que veio ao encontro da necessidade levantada pelas alunas, no Jardim Santa Clara.”

Categoria Júnior Ciências Humanas e Sociais Aplicadas:

Ação social com apoio e desenvolvimento do aplicativo DOE+ – EE Profº Eurico Figueiredo, em São Paulo, DE Norte 2

Participantes: Isabella Antunes da Silva e Wesley Queiroz Sirino orientados pela professora Lívia de Oliveira Godoi.

Resumo: “O aplicativo tem por objetivo muito mais do que auxiliar famílias menos favorecidas. Espera-se incentivar os jovens em ações autônomas e comprometidas socialmente, capazes de se solidarizar com o próximo, na formação de um futuro mais justo. Ao estimular a doação de roupas e calçados, além de ajudar a quem mais precisa, o projeto incentiva o consumo consciente, prolongando a vida útil de desses objetos, substituindo a cultura do desperdício pela consciência ambiental.”

Categoria Master Desafios Matemáticos:

Construindo Conceitos – EE Profº Henrique Lespinasse, em Itirapuã, DE Franca.

Participantes: Bianca Stefany Soares Silva, Marcela Vieira de Souza e Ana Clara Costa Funchal, orientadas pelo professor Eduardo Augusto Jacinto Tellini.

Resumo: “O desafio matemático surgiu de um problema enfrentado há muito tempo pela escola, dado que em apenas uma das duas quadras possui cobertura. O grupo de alunas relatou que muitas vezes coincidem os horários de Educação Física e assim uma das salas realizam as atividades sob sol escaldante. Foi sugerido a realização de um projeto para a cobertura da referida quadra e apresentado à direção da escola.”

Categoria Júnior Desafios Matemáticos:

Dança das Carteiras:

Estudo das possibilidades de disposição das carteiras dos estudantes da escola José Augusto Ribeiro para garantir o distanciamento recomendado pela Secretaria da Educação – EE José Augusto Ribeiro, em Assis, DE Assis.

Participantes: Kauã Gabriel da S. Firmino, Matheus de F. Fernandes e Lucas de F. Fernandes, orientados pela professora Fernanda Santos de Oliveira.

Resumo:

“A partir da preocupação de manter o distanciamento social, os estudantes da Escola José Augusto Ribeiro propuseram um desafio matemático, no qual eles analisaram possibilidades para garantir a distância de 1,5 m na sala de aula entre os alunos das


Artigos Relacionados