Estudante do Julio D´Elia acusa cobrador de ônibus de assédio sexual

A vítima tentou passar pela catraca do ônibus mas foi impedida. O cobrador ainda a segurou pelo braço

Postado em: - Atualizado em: em Segurança

​A Delegada Graciela de Lurdes David Ambrósio vai apurar a denúncia de uma estudante de 19 anos moradora no Bairro Julio D´Elia. Nesta segunda-feira, 16, ela esteve na delegacia e denunciou um cobrador de ônibus que teria praticado um ato de assédio sexual.

A jovem contou que estava no interior do coletivo, e quando tentou passar pela catraca foi impedida pelo funcionário da empresa São José. Assustada ela disse ao cobrador que precisava descer, mas o homem pediu pra ela ficar até a chegada do ônibus ao ponto final.

Não satisfeito, ele a teria puxado pelo braço e dito: "Você é muito gostosa”. A vítima disse que alguns passageiros viram a ação do cobrador. Ela então forçou a catraca, passou e conseguiu descer no Bairro da Estação.

A delegada deve ouvir o funcionário da empresa nos próximos dias e tomar as providências cabíveis. Caso seja confirmado, ele pode inclusive responder por estupro.


Artigos Relacionados