Entidade Amor Exigente também corre o risco de encerrar suas atividades

O Amor-Exigente é um programa de que desenvolve preceitos para a organização da família

Postado em: em Política

O vereador Adermis Marini (PSDB) alertou, na sessão desta terça, que mais uma entidade corre o risco de fechar as portar em razão da falta de repasses de subsídios pela Prefeitura de Franca, que não está pagando as emendas impositivas relativas ao ano passado.

A entidade, no caso, é a regional de Franca do Amor Exigente, grupo de voluntários que incentivam a auto-ajuda, a espiritualidade e desestimula o uso de álcool, cigarro e de drogas ilícitas, como maconha, crack e cocaína.

"Já vimos a Casa do Pão fechar as portas, a Pastoral do Menor passando maus pedaços e agora o Amor Exigente também pode fechar. É preciso que a Prefeitura tenha mais sensibilidade com as nossas entidades e faça o que é preciso", disse Adermis.

O vereador explicou que o trabalho do Amor Exigente é muito importante, pois trata-se de um programa de auto e mútua ajuda que desenvolve preceitos para a organização da família, que são praticados por meio dos 12 Princípios Básicos e Éticos, da espiritualidade e dos grupos de voluntários.

Há 29 anos, o Amor-Exigente atua como apoio e orientação aos familiares de dependentes químicos. e também para pessoas com comportamentos inadequados.O Programa eficaz estendeu-se também ao trabalho com Prevenção , passando a atuar como um movimento de proteção social já que Amor-Exigente, desestimula a experimentação, o uso ou abuso de tabaco, do álcool e de outras drogas.

Também trabalha com ações contrárias a hábitos e situações que tornam os jovens vulneráveis, expostos à violência, ao crime, aos acidentes de trânsito e à corrupção em todas as suas formas.

"As entidades são importantes para Franca e a destinação das emendas parlamentares impositivas visam a continuidade desses trabalhos tão louváveis", concluiu Adermis Marini.


Artigos Relacionados