Em julho também caiu a exportação de calçados aos Emirados Árabes

Houve um recuo de 17,4% em relação ao mesmo período do ano passado

Postado em: em Economia

As exportações de calçados do Brasil aos Emirados Árabes Unidos somaram US$ 6,46 milhões de janeiro a julho, um recuo de 17,4% em relação ao mesmo período do ano passado. 

Foram embarcados 685 mil pares, uma queda de 20% na mesma comparação. Os Emirados são o 19º mercado dos exportadores brasileiros de sapatos e o primeiro entre os países árabes.

Os dados foram divulgados na terça-feira (07) pela Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados). 

As vendas externas totais do setor renderam US$ 545,4 milhões, um declínio de 10,3% sobre os sete primeiros meses de 2017. Foram exportados 60,2 milhões de pares, uma diminuição de 10,7% na mesma comparação.

O presidente da Abicalçados, Heitor Klein, disse, em nota, que o resultado total, em julho especialmente, reflete a desvalorização de moedas de países emergentes frente ao dólar, o que torna o preço dos calçados mais altos em dólar nestes mercados. 

Não é o caso, porém, dos Emirados, pois a moeda local, o dirham, tem cotação atrelada ao dólar.

O executivo disse ainda que em julho ocorre uma “entressafra” na indústria, pois as exportações de calçados das coleções primavera-verão já foram realizadas em meses anteriores.

Em julho, os embarques de sapatos brasileiros movimentaram US$ 58,4 milhões, uma queda de 26,4% em relação ao mesmo mês do ano passado. Foram vendidos 4,8 milhões de pares ao exterior, um recuo de 40% na mesma comparação.

“Acredito que dificilmente o mau resultado de julho será repetido nos próximos meses”, afirmou Klein, em comunicado. “Devemos fechar o ano com queda nos embarques, mas não tão elevada quanto o registro até o mês passado”, acrescentou.


Artigos Relacionados