Edvaldo fez da política uma forma de ajudar a melhorar a vida das pessoas humildes

Vice-prefeito de Cristais Paulista morreu em trágico acidente de carro na tarde desta sexta-feira, 05

Postado em: em Cotidiano

​Franca e Cristais Paulista estão em luto pela morte prematura e trágica do vice-prefeito de Cristais Paulista, Edvaldo Costa, aos 55 anos de idade.

É que Edvaldo Costa sempre teve como ambição, ser uma ferramenta para contribuir com a melhoria efetiva da qualidade de vida dos francanos e da população de Cristais Paulista, município que ele escolheu para viver. 

Por isso, decidiu se envolver na política – exerceu os cargos de Diretor de Apoio Parlamentar, no Gabinete do Prefeito de Franca, na gestão de Alexandre Ferreira e de Vereador em Cristais Paulista, desde 2009. 

Na última eleição, ele foi eleito ao lado da prefeita de Cristais Paulista, Katiuscia Leonardo, assumindo o trabalho de vice-prefeito.

Mas antes disso, a trajetória de Edvaldo Costa não foi fácil e, apesar disso, sempre existiu muito orgulho por trás da história deste homem batalhador. 

Ele iniciou suas atividades profissionais na indústria de calçado, na função de sapateiro, durante seis anos. Entrou para a empresa Magazine Luiza e conquistou o cargo de gerente administrativo, em filiais de Passos, Bauru, Sertãozinho e Uberlândia. 

Exerceu a gerência da ACIF – Associação do Comércio e Indústria de Franca, durante quatro anos, e pode aprimorar seu trabalho.

Formado em Administração Geral pela Unifran e pós-graduado em Administração Pública com especialidade em Gerência de Cidades, pela FAAP, de São Paulo, Edvaldo iniciou sua carreira política, sempre fomentando a vontade de trabalhar em prol da cidadania. 

Foi assessor parlamentar do deputado Roberto Engler, coordenador regional da CDHU – Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo, por 10 anos e durante muitos anos sua função na Prefeitura de Franca era atuar na interlocução do poder Executivo e Legislativo, além de fazer contatos com partidos políticos e atender a população no gabinete do prefeito.

Edvaldo dizia que esse trabalho exigia conhecimento claro das situações da cidade e, principalmente, das necessidades da população. 

Atento às alterações sociais, o profissional via sua atuação na política como uma realização pessoal. “É algo que vai de encontro ao pensamento de que a felicidade não depende do que nos falta, mas do bom uso que fazemos do que temos”, destacava, afirmando sua felicidade no trabalho que realizou por muitos anos.

Pessoal x Profissional

Ao longo da vida, Edvaldo percebeu que honestidade, seriedade e determinação são fundamentais para uma trajetória de sucesso. 

Ele dizia inclusive que o nome e as atitudes eram algo que sempre seriam lembrados pelas boas ações realizadas no decorrer da vida. 

No aspecto profissional, ele tinha muita garra para conquistar seus objetivos, entendendo que as oportunidades do dia a dia contribuíam para seu crescimento pessoal: “a dignidade das pessoas é o que deve ser preservado”, afirmava ele.

Natural da mineira cidade de Veríssimo, Edvaldo Costa escolheu a pequena Cristais Paulista para residir com a família – a esposa Edna Garcia Gosta, e os dois filhos - Ricardo Cruvinel Costa, 26 anos, e Christopher Costa, 21 anos. 

E era deles que ele tinha o maior orgulho por ter conseguido formar uma família unida, harmoniosa, amorosa e feliz. 

Muito próximo da população de Cristais Paulista, Edvaldo aproveitava para desempenhar seu papel na comunidade no auxílio dos mais necessitados, procurando formas de verdadeira partilha e vivência fraterna. 

Ele dizia que como administrador público e cristão, procurava constantemente a construção de uma sociedade solidária. 

E foi justamente isso o que ele procurou fazer com mais empenho ao ser eleito vice-prefeito ao lado da prefeita Katiuscia Leonardo, buscando atender todas as demandas da comunidade, criando oportunidades de crescimento para a cidade e a população cristalense. 

E é por tudo isso que não apenas Cristais Paulista hoje chora a perda prematura de Edvaldo Costa, que no auge de seus 55 anos, teve sua vida ceifada por conta de um trágico acidente de carro no início da tarde desta sexta-feira, 05, mas Franca e todos aqueles que tiveram a oportunidade de conhecê-lo e conviver com ele, partilhando de suas ideias e valores. 

Um homem sério e preocupado com os direitos dos cidadãos, um amigo leal, um marido e um pai dedicado. Por tudo isso, Edvaldo Costa conseguiu o que acreditava: ter seu nome e suas atitudes lembrados pelas boas ações realizadas no decorrer de sua vida.


Artigos Relacionados