É assim que um popular programa antivírus gratuito vende seus dados

O usuário instala o antivírus gratuito, mas a empresa tem acesso a tudo o que é feito no computador; e vende

Postado em: em Tecnologia

Uma das empresas de antivírus mais populares do mundo vende dados confidenciais das pessoas que confiam em seus antivírus de uma forma que pode colocar sua privacidade em risco, de acordo com novos relatórios.

O culpado

A Avast é uma empresa multibilionária de segurança informática com sede na República Tcheca. Seu software é usado por cerca de 400 milhões de pessoas em todo o mundo. 

No ano passado, surgiu uma revelação de que a empresa estava sugando dados de comportamento do usuário para vendê-los. Agora, a continuidade desse esforço de investigação foi revelado em novos relatórios. 

Escutando a navegação

Um relatório da Forbes, divulgado em 2019, descreveu primeiro como a Avast e a subsidiária AVG usam extensões de navegador para assistir a tudo o que seus clientes fazem. 

Esses dados são então vendidos para clientes corporativos como "insights" por meio de uma empresa subsidiária chamada Jumpshot. Cada negócio vale milhões de dólares, e dentre os clientes estão empresas como Google, Microsoft, PepsiCo e McKinsey.

Os dados são "anonimizados", mas estudos têm mostrado repetidamente que é possível des-anonimizar esse tipo de dados.

Chamada Wyden

O senador Ron Wyden, democrata do Oregon, conhecido amplamente como falcão em questões de privacidade, está em contato com a Avast desde dezembro de 2019 sobre a venda de dados do navegador do usuário.   

O foco cada vez mais acentuado da empresa já teve algumas consequências. Desde a semana passada, os usuários do Avast agora devem optar afirmativamente pela coleta e venda de dados. 

Não está claro o que acontecerá com todos os dados que já foram extraídos, no entanto. 

Wyden insiste que a empresa deve excluir os dados coletados antes de solicitar o consentimento de seus clientes. A Avast não respondeu a uma solicitação de comentário.


Artigos Relacionados