​Duas dicas para um casamento feliz

Permaneçam sempre juntos, enfrentem os problemas juntos e mudem, juntos, o quadro para melhor.

Postado em:

Santa economia, Marcos. Apenas duas dicas? Sim, apesar da complexidade de uma união a dois, as duas dicas que trago para você, querido leitor, são primordiais e desencadeiam uma série de consequências POSITIVAS para o matrimonio.

Mas há outras dicas, certo? Sim, várias. Depois que você refletir e colocar em pratica (testar), de verdade, essas duas, eu prometo que lhe trarei outras dicas bem legais.

Sem mais delongas, vamos as duas dicas para um casamento duradouro e feliz.

1) CONVIDE DEUS PARA O SEU RELACIONAMENTO

Eu sei... no altar da igreja onde você casou você fez isso, pediu as bênçãos de Deus sobre o seu matrimonio. Um cordão de três dobras não se rompe com facilidade. Você + seu cônjuge + Deus.

Mas durante a cerimônia você prestou atenção nos seus deveres e, mais do que isso, os têm praticado? Vou colocar apenas um para o esposo e um para a esposa e você já vai perceber o quão complexo é:

A) MARIDOS: amar as vossas mulheres como Cristo amou a igreja [Efésios 5: 25]. Esta passagem é interessante porque a Palavra de Deus dá aos maridos uma meta alta. Cristo nos amou ao extremo! Nos amou tanto que foi capaz de sacrificar até a última gota de seu sangue pelo bem da sua Igreja. Esse é o amor que Cristo quer que exista entre os esposos.

B) MULHERES: A) “Vós, mulheres, sujeitai-vos a vosso marido, como ao Senhor...”. [Efésios 5:22]

A feminista reclamaria: “isto é muita humilhação”. Mas a mulher deve se sujeitar conjugalmente ao marido da mesma forma como ela se sujeita espiritualmente ao Deus". O texto não é um menosprezo/humilhação à mulher é, ao contrário, a exaltação dela. Ela é comparada à Igreja do Senhor;

2) JOGO DE CINTURA

É isso aí, querido leitor, pra ser feliz no casamento precisa requebrar, ter molejo.

Não faça do seu casamento um cabo de guerra.

Para manter um casamento feliz é preciso, principalmente nos momentos ruins e difíceis, ter jogo de cintura e JUNTOS mudarem o rumo da situação. Ambos precisam conhecer seus limites e o limites do seu cônjuge e se ajudar mutuamente.

Portanto, permaneçam sempre juntos, enfrentem os problemas juntos e mudem, juntos, o quadro para melhor.

Bônus: Deixo aqui uma dica adicional para a sua reflexão: Para um casamento ser feliz você precisa entender que a felicidade da(o) sua/seu companheira(o) também é a sua felicidade. O tal “Eu quero alguém que me faça feliz” é egocêntrico. Entre num relacionamento para também fazer a outra pessoa feliz.

.