​Diretor do DER explica sobre o funcionamento de novos radares na Portinari

Um dos radares deverá ser desligado em breve, uma vez que seu contrato de operação está terminando.

Postado em: em Trânsito

A Regional do DER deu explicações oficiais sobre o funcionamento dos novos radares instalados desde o segundo semestre do ano passado na Rodovia Cândido Portinari. entre Franca e Rifaina. 

As explicações foram dadas pelo engenheiro Domingo Lascala, diretor da 8ª Região de Ribeirão Preto do DER – Departamento de Estradas e Rodagens do Estado de SP. 

Em resposta a ofício aprovado pela Câmara de Vereadores de Pedregulho, de autoria do vereador Fabrício Ferreira Barbosa – Fabrício do Pesponto – o diretor explicou sobre o funcionamento do radar instalado no km 458+700 metros (o mais antigo deles, na descida da Serra de Rifaina).

Disse que ele deverá ser desligado em breve, uma vez que seu contrato de operação está terminando. 

O diretor esclareceu que um novo contrato estabeleceu os novos pontos na mesma Portinari. Um deles no km 442 (pista sul), próximo à Fazenda Chapadão.

Outro no km 457 (pista norte, na divisa de Pedregulho com Rifaina, no início da serra) onde estão sendo instalados OCR (Optical Character Recognition - radar que lê a placa do carro), ou seja, equipamentos de gerenciamento de tráfego.

Domingos Lascala ainda destacou que “os radares nas rodovias paulistas são instalados após estudos técnicos e quando detectada a necessidade de controle de velocidade, tendo em vista a segurança do tráfego local”. 

O diretor do DER destacou que “embora tenham sido solicitadas lombadas eletrônicas na Cândido Portinari, as mesmas não foram contempladas no novo contrato”.


Artigos Relacionados