Desempregados usam máscara como vitrine em busca de novo trabalho

A ideia já rende bons frutos e o idealizador foi procurado por várias pessoas que já foram contratadas

Postado em: em Cotidiano

​​Uma iniciativa simples, mas que está rendendo bons frutos nessa pandemia: estampar nas máscaras de proteção a função profissional na tentativa de encontrar um novo posto de trabalho.

Foi essa a maneira que desempregados viram para se tornar visíveis a possíveis contratantes na esperança de driblar a crise causada pela pandemia.

A ideia surgiu em Porto Alegre (RS), através de um agente de empregos, Kaká D'Ávila, na tentativa de ajudar desempregados a encontrarem uma chance de recolocação profissional.

"Pensei que, já que cruzamos com inúmeras pessoas diariamente, uma dessas pessoas pode ser alguém que está em busca de um profissional, que está contratando", disse Kaká.

A iniciativa se espalhou rápido pela cidade e até o momento, 28 pessoas já deram retorno a Kaká informando que foram contratadas graças a ideia.

O projeto tem nome: "Tá na Cara que Quero Emprego", e tem surtido efeito mais que positivo, já que o objetivo do idealizador é conectar contratantes e desempregados.

"Uma pessoa me relatou que na padaria, tinha um gerente de loja que a viu com a máscara, achou legal a ideia e chamou para uma entrevista. Ela foi contratada", disse Kaká.




Artigos Relacionados