Desembargador que humilhou guarda decide usar máscara e respeitar regras

Desembargador Eduardo Siqueira foi visto neste domingo (9) usando máscara enquanto caminhava

Postado em: em Comportamento

Após se envolver em uma nova polêmica ao debochar da Guarda Civil Municipal (GCM) de Santos, no litoral de São Paulo, o desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo Eduardo Siqueira, flagrado em vídeo humilhando um guarda, voltou a utilizar máscara facial e cumprir as regras de prevenção ao novo coronavírus neste domingo (9), enquanto caminhava pela praia.

O registro foi feito por volta das 12h20, na praia do bairro Aparecida, por uma moradora que preferiu não se identificar. 

Segundo a testemunha, o magistrado caminhava pela faixa de areia com o acessório de proteção. Na última quarta-feira (5), Siqueira voltou a ser flagrado sem máscara na orla de Santos. 

Na ocasião, uma moradora relatou que o desembargador caminhava sem máscara pela faixa de areia e que, ao avistar uma viatura da GCM, deu meia-volta e colocou o acessório. 

Siqueira não negou que era ele na praia, e ainda afirmou que os guardas municipais 'poluem as praias' e que 'não dá bola' para eles.

Em julho, quando houve o primeiro flagrante, o magistrado humilhou um guarda municipal ao ser multado. O comportamento do desembargador rendeu a abertura de uma investigação. 

Após Siqueira voltar a caminhar na praia sem máscara, o guarda municipal humilhado afirmou que, caso encontrasse o desembargador sem o equipamento, voltaria a autuá-lo.  

Segundo Cícero Hilário, apesar das declarações, a Guarda Municipal de Santos está à disposição do magistrado, assim como da população.



Artigos Relacionados