​Demora e calor excessivo deixam a população incomodada no Procon

Órgão funciona no Parque do Trabalhador e atende a demandas sobre relação de consumo

Postado em: em Política

Usuários do Procon – Serviço de Proteção ao Consumidor – de Franca entraram em contato com a reportagem do Jornal da Franca para relatar problemas no atendimento do órgão.

Entre as queixas apontadas estão a localização do Procon, que fica no Parque do Trabalhador e dificulta o acesso para quem sai de regiões mais distantes da cidade, como o Jardim Aeroporto, Jardim Brasilândia, São Sebastião, etc. São necessários dois ônibus até chegar no órgão.

Antes, o problema era minimizado pela existência de um posto do Procon no Centro, instalado ao lado do Restaurante Bom Prato, de fácil acesso a todos os francanos, ainda mais por estar próximo ao terminal central de ônibus “Airton Senna”.

O fechamento do posto pela Prefeitura teria decorrido de alguns fatores, entre eles, a falta de funcionários disponíveis, segundo fontes do próprio governo. E o problema, de acordo com os moradores, persiste.

Nesta semana, em alguns momentos, apenas um servidor atendia no Procon do Parque do Trabalhador, o que tornava lento o andamento dos trabalhos. Além disso, o calor excessivo no local, que até conta com ventiladores, é outra reclamação. “Disso tudo a distância e a demora são os mais complicados. É preciso que a Prefeitura ajeite o Procon para atender bem as pessoas”, disse o leitor que fez a denúncia.


Artigos Relacionados