Davi Miguel chega ao Brasil nesta 6ª, 12, sem cirurgia contra doença rara

Previsto para o final de março, retorno foi adiado após ele ter sido internado por conta de uma infecção

Postado em: em Cotidiano

Sem conseguir a cirurgia que precisava, o menino Davi Miguel Gama chega ao Brasil nesta sexta-feira, 12 de abril, mais de três anos depois de viajar com os pais aos Estados Unidos para tentar um tratamento contra uma doença rara no intestino que impede a absorção de alimentos.

Além de R$ 1,5 milhão arrecadados com uma campanha realizada pelos pais, a viagem e os custos para manter a criança de Franca no exterior com nutrição parenteral foram bancados com recursos da União por determinação judicial.

Hoje com 4 anos, Davi Miguel não foi submetido ao procedimento no Jackson Health Memorial, em Miami, por falta de condições clínicas.

Ele embarcou com os pais em um voo comercial às 19h55 da quinta-feira, 11, no horário local norte-americano, e chegou a São Paulo às 5h30 de sexta-feira, 12. A partir de então, será acompanhado pelo Hospital Municipal Menino Jesus.

A viagem de retorno estava prevista inicialmente para o final de março, mas acabou adiada depois que o menino foi internado por causa de uma infecção.

O menino vai viajar sem acompanhamento médico, mas receberá durante toda a viagem a nutrição parenteral. Na chegada ao Brasil, será recebido por uma UTI móvel.

Segundo a mãe, Dineia Gama, Davi Miguel terá que ficar boa parte do tempo dentro do hospital por conta da nutrição que hoje toma em média 14 horas do dia da criança. "Foi bom ter vindo porque ele veio com duas veias, só que infelizmente com dois meses nos EUA deu uma trombose e ele perdeu uma dessas veias. É muito difícil porque a gente veio com esse objetivo, mas foi muito importante ele ter ficado aqui", afirmou a mãe.


Artigos Relacionados