Por conta das chuvas, valor da conta de energia segue mais barato até março

Não haverá tarifa extra nos próximos meses pelo aumento do nível de água nas principais hidrelétricas

Postado em: em Economia

A conta de luz deverá permanecer com bandeira verde , isto é, sem custos adicionais na tarifa, até março deste ano. De acordo com declaração feita na última sexta-feira, 19 de janeiro, pelo ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, a boa notícia para o consumidor se deve às chuvas acima da média de fim de ano nas hidrelétricas, o que contribui para a recuperação dos níveis dos reservatórios das principais usinas do País.

Vale lembrar que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) já havia sinalizado no fim de dezembro que a conta de luz de janeiro teria bandeira verde.

Queda da tarifa da conta de luz 

Entre os meses de outubro e novembro de 2017, o consumidor teve que lidar com a tarifa vermelha patamar 2. Nessa categoria, há a cobrança adicional de R$ 5 para cada 100kWh (quilowatts-hora) consumidos. Em dezembro, a tarifa de energia continuou com a bandeira vermelha, mas com patamar 1, quando são cobrados R$ 3 a cada 100kWh.

A cobrança de taxas adicionais para os consumidores é resultado do acionamento das usinas termelétricas, que têm custo maior para a produção de energia do que as hidrelétricas. A alta no nível dos reservatórios das hidrelétricas e a consequente redução do uso das termelétricas resulta no fim da tarifa extra de energia.

Ainda que a conta de luz esteja com tarifa verde e a cobrança adicional tenha sido suspensa, a Aneel alerta os consumidores sobre o desperdício de energia. A recomendação é evitar que a TV permaneça ligada quando ninguém está assistindo e que a geladeira fique aberta por muito tempo, por exemplo. Segundo a agência, mesmo com a bandeira mais barata é importante manter um uso consciente da energia para combater o desperdício.


Artigos Relacionados