Como você usa o método científico no dia a dia sem nem mesmo perceber

Astrônomas explicam o que é o método científico e por que você deveria usá-lo amplamente na sua vida

Postado em: em Ciência

Sabia que você faz ciência no seu dia a dia mesmo sem ser um cientista? E que provavelmente já utiliza várias das suas estratégias essenciais? 

Imagine que, ao usar um novo xampu, você perceba que surgiram manchas vermelhas no corpo. Nenhuma comida nova, nada novo... apenas o xampu.

Então você se pergunta: será que o xampu causou as manchas? Dias depois, de volta ao xampu antigo, você percebe que as manchas sumiram. 

Ao tentar usar o xampu novo mais uma vez, as manchas voltam. Você constata junto com o dermatologista que, sim, esse é o motivo da alergia.

Os cientistas têm uma espécie de receita de bolo para resolver problemas e descobrir coisas novas, o método científico, usado desde Aristóteles e aprimorado por Roger Bacon no século 13. 

Funciona assim: você identifica um fenômeno de interesse, bola na sua cabeça algumas perguntas e hipóteses do que causa aquilo e tenta fazer testes para chegar a uma conclusão.

Você observou um fenômeno (manchas vermelhas), bolou a hipótese (“será o xampu novo?”) e fez testes (usando novamente o xampu e indo ao médico). 

Com a conclusão, agora você consegue prever que terá alergia quando usar esse produto — e deve, portanto, evitá-lo. 

Exercitar o pensamento questionador nos dá o poder de tomar decisões mais sábias nas nossas vidas, desde como cuidar melhor da nossa saúde até como não cair em fake news.

Com essa estratégia, os cientistas descobrem coisas incríveis sobre a natureza. Por exemplo, como sabemos o formato da Terra? 

Podemos verificar o formato do nosso planeta durante os eclipses lunares por meio da imagem da sombra dele refletida na superfície da Lua. 

Ou, ainda, ao embarcar em um foguete e tirar uma selfie com a Terra ao fundo. Esses e diversos outros experimentos foram feitos exaustivamente — e a conclusão já sabemos há séculos: sim, a Terra é redonda. 

Os resultados científicos são abertos ao público e estão sempre sujeitos à transparência. 

É essa abertura que dá à ciência todo o poder de produzir novos conhecimentos e tecnologias para a sociedade. 

Mas, para ter sentido, todo questionamento precisa passar na prova do método científico. 

As hipóteses devem ser testadas e os resultados conferidos por pessoas independentes ao redor do mundo, e assim os cientistas são avaliados pelos artigos que escrevem e pelo impacto que causam.

Os resultados científicos são abertos ao público e estão sempre sujeitos à transparência. É essa abertura que dá à ciência todo o poder de produzir novos conhecimentos e tecnologias para a sociedade. 


Artigos Relacionados