Como começar o ano novo no azul? Confira sete dicas úteis e imperdíveis!

Planejar, estabelecer metas e controlar os gastos são algumas das ações para uma vida financeira estável

Postado em: em Economia


​Com a virada do ano, surgem novas promessas e expectativas para o ano que vai se iniciar. Esse é o momento de fazer um check-list na lista de metas dos meses passados e atualizar com o que almeja conquistar. 

No roteiro, constam questões envolvendo as relações pessoais, amorosas, profissionais e também financeiras. E a vontade de fugir do vermelho é uma das principais delas.

Portanto, não se hesite. É possível fazer um planejamento financeiro, inclusive, ao analisar as contas do passado. A partir disso, é necessário rever despesas e organizar o salário para pagar as contas em dia. 

Ainda, se possível, disponibilizar uma parte para um investimento, uma viagem e até mesmo a realização de um sonho.

Pensando nisso, veja as 7 dicas que listamos para você passar o ano no azul:

Estabeleça metas

Aproveite o momento de reflexão do fim do ano para rever os objetivos alcançados no fechamento do ciclo e, assim, estabelecer metas para o novo ciclo. 

Metas pessoais, profissionais e financeiras devem ser delimitadas com um plano e possível prazo para se alcançar, criando assim uma disciplina na busca da realização do sonho. 

Tenha ciência dos seus gastos

Anote tudo o que gastar, pagar e receber, seja até mesmo uma balinha. Para isso, use um caderno, uma agenda, uma planilha no computador, o bloco de notas no smartphone ou até mesmo a infinidade de aplicativos disponíveis, de forma gratuita. 

Ademais, avalie a fatura do seu cartão de crédito e de demais contas, vendo o que pode economizar e agrupe essas despesas por categorias (alimentação, transporte, lazer etc.).

Pense sempre antes de comprar

Antes de comprar qualquer coisa, pense sempre se realmente precisa daquilo e se é o momento ideal para aquisição. 

Assim, você evitará os gastos por impulso. Vale destacar que há uma diferença enorme entre necessidade e desejo, e que é preciso vigiar para não cair nas tentações, principalmente das promoções e datas comemorativas.

Esteja resguardado de gastos extras

Os profissionais da área de finanças aconselham que não se gaste o 13º salário com as festas de fim ano, mas que o dirija para as despesas que virão no início do ano, como é o caso do IPTU, IPVA, matrículas de escolas e materiais escolares.

Agora, se ainda assim o dinheiro sobrar, reserve-o para um fundo de emergência ou a poupança, pois poderá precisar.

Planeje as suas férias

Se você já possui o calendário do trabalho e sabe os dias, ou simplesmente o mês, em que irá sair de férias, é sugerido que faça uma pesquisa prévia de passagens, pacotes e hospedagens. 

Assim, não deixará tudo para última hora e poderá garantir promoções e uma economia que valerá a pena.

Negocie as dívidas

Caso o ciclo anterior tenha sido ruim para a área financeira, esse é o momento de sair do vermelho e entrar para o azul. 

Negocie as suas dívidas, exponha ao credor a sua situação financeira a fim de chegar ao melhor modo com que possa pagar. Parcele-as de forma a evitar os juros e que não caia novamente na inadimplência.

Jamais use o cheque especial

O hábito de usar o cheque especial pode se tornar um vício, o que acaba por lhe envolver em uma bola de neve. Isso porque ele passa a contar com aquele dinheiro todos os meses, e ao pagar os juros altos, o leva a um descontrole financeiro. 

Quanto ao cartão de crédito é bom evitar, pois pode gastar mais do que consegue pagar, atrasar prestações ou pagar apenas o mínimo, se enrolando também com os juros altos.


Artigos Relacionados