Com a Páscoa chegando é hora de monitorar a glicemia e manter a saúde

Segundo o Ministério da Saúde, índice de diabetes aumenta e 75% das pessoas não têm a doença controlada

Postado em: em Mais+

Durante Páscoa ou mesmo nos feriados prolongados, alguns cuidados são importantíssimos para àqueles que não perdem estes momentos de diversão. Porém, é sempre bom lembrar que alguns cuidados são importantes e devem ser lembrados e realizados criteriosamente pelos diabéticos. Por isso, Adriana Juliani – farmacêutica, responsável pela Confirme testes preparou algumas dicas importantes:

Todos nós sabemos que as mulheres com diabetes correm maiores riscos na gravidez de terem bebês com problemas cardíacos. E um simples teste caseiro pode detectar a quantidade de açúcar no sangue, durante o início da gravidez, e evitar que do bebê corra riscos graves.

Publicado on-line no Journal of Pediatrics, um estudo de 19.171 díades mãe-filho, realizado por pesquisadores da Faculdade de Medicina da Universidade de Stanford, mostraram que o aumento do nível de açúcar no sangue, no início da gravidez, aumenta o risco do bebê nascer com problema cardíaco congênito. Lembrando que, algumas mulheres que não têm diabetes, podem apresentar a doença só durante a gestação – chamada de diabetes gestacional. Portanto, as gestantes devem tomar cuidado nesta época monitorando a glicemia frequentemente e não abusarem dos doces e chocolates.

Proteja seu pé – o pé do diabético necessita de cuidados constante, pois a glicemia mal controlada pode causar danos irreversíveis, levando à insensibilidade e podendo chegar até a amputação. Um simples machucado ou calo podem virar uma infecção grave. Portanto, verifique os pés detalhadamente, pare e descanse sempre que puder.

“Cuidado com a alimentação, pois a hipoglicemia também pode ocorrer e se exercitar, como: dançar, andar demais e comer de menos pode causar uma diminuição considerável nas taxas de glicose. A hipoglicemia pode levar à perda de consciência e até crises convulsivas. Siga sempre as orientações do seu médico, não deixe de ficar atento aos sinais e monitore frequentemente com o teste caseiro Confirme Glicose + Corpos Cetônicos”. Comenta a farmacêutica.

Segundo o Ministério da Saúde, é comprovado que o diabetes aumenta a cada dia e 75% dos brasileiros não tem a doença controlada. A melhor forma de prevenção é detectar a doença precocemente, evitando maiores complicações à saúde como: infarto, insuficiência renal, derrame cerebral e problemas visuais.

O indicado para os diabéticos e para quem faz dietas restritivas aliadas a exercícios físicos e o monitoramento constante com o auto teste, realizado através da urina, o Confirme Glicose+Corpos Cetônicos, que são tiras com membranas reagentes para glicose e cetonas afixadas numa das extremidades. A amostra e os resultados são obtidos comparando as cores desenvolvidas nas membranas com a tabela de cores no rótulo da embalagem.  A detecção da glicose é baseada na reação cromogênica de oxidase-peroxidase.  A detecção das cetonas é baseada no princípio onde o ácido acetoacético e cetona formam com o nitroprussiato de sódio em meio alcalino, um complexo de cor violeta.  Pode ser feito a qualquer hora e em qualquer lugar, porém o ideal é que seja realizado antes das principais refeições ou duas horas após.  Glicosuria positiva, ou seja, presença de glicose na urina juntamente com cetonuria positiva indica uma situação de descontrole do metabolismo. 

Orientação médica é fundamental o mais rápido possível.  Glicosuria negativa com cetonuria positiva indica tempo de jejum prolongado e caso a cetonuria for muito alta é recomendável uma consulta médica para averiguação.

Entendendo a doença

Diabetes é um problema metabólico que eleva as taxas de açúcar no sangue, pois o corpo deixa de converter a glicose em energia.

A diabetes tipo 2 é a mais comum e possui um fator hereditário maior do que no tipo 1. Além disso, há uma grande relação com a obesidade e o sedentarismo. Estima-se que 60% a 90% dos portadores da doença sejam obesos. A incidência é maior após os 40 anos. Uma de suas peculiaridades é a contínua produção de insulina pelo pâncreas. O problema está na incapacidade de absorção das células musculares e adiposas.

Controlar o nível de glicose no sangue é algo muitas vezes desagradável e incômodo, e quem tem diabetes sabe muito bem disso. Normalmente são realizados aqueles exames doloridos, precisando sempre colher sangue do paciente, que, muitas vezes, precisa estar em jejum por pelo menos oito horas. Além de enfrentar filas nos laboratórios para fazer esses exames e, hoje em dia, as pessoas não tem muito tempo para isso.


Artigos Relacionados