Francano por adoção, Edmílson Gomes do Nascimento faz curso no Ajax

Ele tem aulas de planejamento, treinamento e formação de equipes nas categorias de base do clube na Holanda

Postado em:

Edmílson Gomes do Nascimento é natural de Maringá-PR, nasceu no dia 12 de março de 1969. Mais conhecido como Edmílson (xará do zagueiro pentacampeão mundial com a seleção Brasileira em 2002), é um ex-futebolista brasileiro, que atuou como volante e meia atacante. Iniciou a carreira em 1987 nas categorias de base do Flamengo–RJ, onde fez parte de um elenco repleto de estrelas consagradas do futebol brasileiro e mundial como Marcelinho Carioca, Paulo Nunes, Djalminha, Nélio, Júnior Baiano e Leonardo dentre tantos outros. Infelizmente esse francano por adoção, foi obrigado a abreviar sua promissora carreira após sofrer grave lesão. Atualmente reside na Holanda, onde está fazendo um curso intensivo com duração de 90 dias, nas categorias de base do clube Ajax.


*Esta coluna é semanal e atualizada às quintas-feiras.

AS INVENÇÕES DO DOUTOR LELÉ DA CUCA!

Postado em:

Não é só nas redes sociais que o técnico do Palmeiras tem sido questionado. A diretoria resolveu cobrá-lo também.

Interlocutores da presidência do Alviverde dizem que tanto a cúpula do clube quanto a patrocinadora estão muito insatisfeitos com o trabalho do treinador até aqui e acham que ele desvalorizou demais o elenco e descontentou o time ao dizer que os 11 titulares do ano passado eram melhores do que os de hoje.

O aborrecimento com o revés de ontem para o Corinthians é enorme no Palestra, bem como os tropeços nos jogos de ida da Copa do Brasil e da Libertadores.

A avaliação é que Cuca não consegue impor um esquema tático, nem definir os tutulares e o ataque é inoperante, com poucas possibilidades de criação. Fora o descontentamento com a zaga e até com o goleiro, até pouco ídolo no Palestra.

Clima quente pelos lados do badalado porém apático Palmeiras, o clube que mais investiu no Brasil para 2017 e vê seu maior rival campeão paulista e dando um baile no Brasileirão… Resumindo: cachorro que late não morde!

*Esta coluna é semanal e atualizada às quintas-feiras.

Segundona: quatro clubes brigam por uma das três vagas do grupo 2

Postado em:

Restando apenas uma rodada para encerrar a primeira fase da Segunda Divisão do Campeonato Paulista, resta ainda três vagas no Grupo 2. Com 25 pontos ganhos, o XV de Jaú é líder da chave e o único que esta matematicamente classificado à próxima fase. Na briga estão Brasilis, Francana, Inter de Bebedouro e Taquaritinga.

O Brasilis é segundo colocado do grupo, com 16 pontos, mesma pontuação da Francana, a terceira. Encostados, com 15 pontos cada, vem a Inter de Bebedouro e Taquaritinga, quarto e quinto colocados, respectivamente. O Amparo, com 10 pontos e o Jaguariúna, com 9, já estão eliminados.

Todos os jogos da última e decisiva rodada acontecem no mesmo dia e horário, domingo próximo, às 10 h. Teoricamente, a missão mais fácil é do Brasilis que encara o eliminado Amparo, no estádio José de Araújo Cintra, na cidade de Amparo. Porém, o time de Águas de Lindóia não vence há dois meses. A última vitória da Arara, foi por 2 a 0, no dia 6 de maio, fora de casa, diante da Inter de Bebedouro. De lá pra cá, a equipe verde e laranja conquistou apenas quatro dos 21 pontos disputados. Nos últimos sete jogos, foram três derrotas e quatro empates.

Já o Taquaritinga, que conquistou quatro vitórias nos últimos cinco jogos, para não depender de ninguém, terá que vencer o líder XV de Jaú, no estádio Zezinho Magalhães, em Jaú, onde os donos da casa estão invicto e com 100% de aproveitamento. Em caso de empate, o CAT se classifica desde que a Francana vença a Inter de Bebedouro fora de casa.

Em uma verdadeira decisão, Inter de Bebedouro e Francana jogam no estádio Sócrates Stamato, em Bebedouro, onde quem vencer se classifica sem depender de nenhum resultado. O empate garante as duas equipes em caso de derrota do CAT ou derrota do Brasilis por goleada.

*Esta coluna é semanal e atualizada às quintas-feiras.

Sem perspectiva de melhora, futuro da Lusa ainda é incógnita

Postado em: - Atualizado em:


*Esta coluna é semanal e atualizada às quintas-feiras.

A Portuguesa chegou ao fundo de seu poço. No último domingo, após a derrota por 1 a 0 para a Desportiva Ferroviária, a Lusa encerrou a primeira fase da Série D do Campeonato Brasileiro na lanterna de seu grupo e, por enquanto, não terá uma divisão nacional para disputar no próximo ano. Atolado em dívidas e à mercê de disputas políticas, o clube agoniza sob gestões sucessivamente confusas, despreparadas e negligentes. E não há perspectiva de melhora.

O último suspiro da Lusa se inicia no próximo domingo, quando o time estreia na Copa Paulista, contra a Portuguesa Santista, no Canindé. Se vencer o torneio, o clube terá a oportunidade de voltar a jogar a Série D do Campeonato Brasileiro. Caso contrário, a Lusa passa a ser mais uma equipe com calendário limitado, restringindo-se às disputas regionais, com exceção da Copa do Brasil, em que ainda competirá no ano que vem por conta do seu ranking na CBF.

Evidentemente a situação que a Portuguesa se encontra é totalmente oposta à de anos atrás, quando o clube chegou, inclusive, a ser vice-campeão brasileiro de 1996. O “caso Héverton”, em 2013, foi o estopim para a decadência da agremiação rubro-verde, que nos últimos meses, ao contrário do que os clubes costumam fazer, vendeu os espaços de sua tradicional camisa em troca de serviços.

Mesmo o atual presidente da Lusa, Alexandre Barros, evitando falar com a reportagem (desligou todas as chamadas durante a semana que sucedeu a eliminação da equipe da Série D),  revelou com exclusividade à Gazeta Esportiva, em maio deste ano, que o clube não lucrava com publicidade.

“Os patrocinadores são abnegados. Por exemplo, o Laticínios Gege, o patrocínio é em troca de leites, de iogurtes, que usamos para a alimentação dos atletas. O Armarinhos Fernando exibe sua marca em troca de material de escritório, a Bioleve em troca de água. Fizemos isso com todos os patrocinadores. O Graal exibe a marca em troca de viagens que o clube faz, temos que almoçar, jantar na estrada, e isso dá um custo. O [hotel] Holiday Inn é em troca de hospedagem”, disse Alexandre Barros.

Atolada em dívidas, a Portuguesa teve bloqueada todas as suas fontes de arrecadação. As cotas recebidas pela participação na última Copa do Brasil, inclusive, nem chegaram a cair na conta do clube. Tendo de enfrentar uma infinidade de processos, a Lusa jamais retornou à elite após 2013, e um engano ao acionar um jogador suspenso acabou comprometendo ainda mais o futuro de uma tradicional instituição.

Chamado no início do ano para fazer parte da alta cúpula da Portuguesa, Emerson Leão se dispôs a contribuir de maneira voluntária com o clube atuando como um consultor, entretanto, a expertise do ex-goleiro foi pouco aproveitada por Alexandre Barros. Três meses depois a parceria chegava ao fim sem uma explicação clara. Leão segue preferindo se esquivar de polêmicas.

“Todo mundo sabe que a gente gosta da Portuguesa, mas para não complicar ainda mais o momento que eles estão passando, prefiro não falar. Fui voluntário, quis ajudar como colaborador, mas meu tempo na Portuguesa acabou, passou”, disse Leão.

Da Série A para a Série D, da Série D para o desconhecido. Ninguém sabe o que será da Portuguesa se o clube não vencer a Copa Paulista. Nem mesmo na elite estadual o clube se encontra, já que disputa a Série A2 do Paulistão. Nesta quarta-feira, sete atletas foram dispensados pelo Departamento de Futebol (Ronaldo, Fernando, Amaral, Claudio, Adilson, Rico e Paulinho Le Petit), mas, por enquanto, mudanças estruturais ainda não aconteceram.

*Esta coluna é semanal e atualizada às quintas-feiras.

Corínthians e Grêmio merecem aplausos neste início de Brasileirão!

Postado em: - Atualizado em:


Após nove rodadas disputadas, Corínthians e Grêmio (líder e vice-líder respectivamente) estão roubando a cena neste início de Brasileirão. Sem sombra de dúvidas, são no momento os dois times mais bem encaixados da competição. Tanto Carille quanto Renato Gaúcho tem conseguido com maestria administrar seus elencos. A primeira impressão é de que não há espaços para vaidade e sobra humildade aos jogadores dos times paulista e gaúcho, que tem sido extremamente obedientes taticamente com uma noção coletiva notória. Curiosamente se enfrentam neste domingo em Porto Alegre. Um jogo com ares de decisão. Inegavelmente ainda é cedo para dizer se o título ficará entre Alvinegro ou Tricolor dos Pampas. Porque por melhor que tenha sido o começo de ambos, mais cedo ou mais tarde a instabilidade virá à tona em determinados momentos.

Portanto se passarem por um período de turbulências será absolutamente normal. Mas pelo andar da carruagem, a continuarem apresentando esse futebol consistente, consciente e organizado brigarão cabeça a cabeça pelo caneco. E tem mais: a mentalidade vencedora faz toda a diferença. Costumo dizer que o Brasileirão é longo e curto ao mesmo tempo... Hoje apostaria num dos dois para vencer o campeonato. 


Mas o mundo dá muitas voltas e surpresas poderão ocorrer como em 2008 quando o São Paulo tirou uma diferença de 11 pontos do Grêmio e sagrou-se tricampeão sob o comando de Muricy e o Flamengo em 2009 quando desbancou o Palmeiras. Talvez a arrancada final seja o fator decisivo para conhecermos o campeão.


*Esta coluna é semanal e atualizada às quintas-feiras.

ARENA AJAX

Postado em:



​Viajando pela terra do saudoso Johan Cruyff, tive o privilégio de conhecer a Arena do Ajax-inaugurada no dia 14 de agosto de 96 num jogo reunindo Ajax e Milan. Um dos clubes mais famosos da história do futebol. Com 4 conquistas de Liga dos Campeões nos anos de 71, 72, 73 e 1995, base da fantástica Laranja Mecânica que encantou o mundo no Mundial de 1974. A Arena tem capacidade para 53.502 pessoas. O futebol holandês passa por uma fase de renovação e a seleção comandada atualmente por Dick Advocaat luta para sobreviver nas eliminatórias para a Copa da Rússia.


Nos últimos mundiais, a laranja foi bem. Em 2010 ficou com o vice-campeonato na África do Sul e em 2014 na terceira posição no Brasil. O estilo de jogar deles é agradável e vistoso de se ver. E ao longo dos anos, contaram sempre com excelentes jogadores. A Holanda manda suas partidas na Arena Ajax e em Roterdã. O campeonato local conta com a participação de 18 equipes. O atual campeão é o Feynoord. No entanto, poucas se destacam. Vale ressaltar que umas das principais características do fut holandês é dar total atenção às categorias de base. Coisa fundamental no esporte bretão. Pois a longo prazo com certeza, os resultados aparecerão. O fato é que a Laranja já merecia ter ganhado uma Copa.


*Esta coluna é semanal e atualizada às quintas-feiras.

Jogo da Seleção teve queda no valor de patrocínio após saída da Globo

Postado em: - Atualizado em:

A opção da CBF de não manter a Globo como a responsável pela transmissão nos amistosos da Seleção fez desvalorizar o valor de patrocínio dos jogos contra a Argentina (derrota por 1 a 0 na manhã desta sexta-feira - a primeira de Tite no comando do Brasil) e Austrália. Parceira da entidade na comercialização de anúncios nas partidas do Brasil, a inglesa Sportseen assinou contratos indicando a transmissão da Globo para o país. Com a saída da emissora carioca – e sem ter números de audiência com o novo sistema de veiculação – a empresa aceitou refazer os acordos por um valor menor.

Uma das patrocinadoras que reclamou da transmissão não ser feita pela Globo conforme constava no contrato foi a WeCash, que iria exibir a marca de uma de suas empresas de avaliação de crédito, a iEmpréstimos. Com o novo sistema de veiculação, a empresa conseguiu obter uma redução no valor pago pela placa de publicidade ao redor do gramado.

– O valor era próximo dos R$ 2 milhões e passou para perto de R$ 1 milhão – afirmou Roger Madeira, executivo da WeCash no Brasil. Segundo ele, como a audiência deve ser bem menor sem a transmissão da Globo, a empresa optou por trocar a marca que será exibida nos amistosos do Brasil, que passará a ser a marca do serviço de tecnologia de crédito Gauss.

Contatada, a CBF entende não ter responsabilidade, já que os direitos para exploração comercial dos amistosos são da Pitch International. A empresa inglesa, por sua vez, tem parceria com a Sportseen, co-participante do acordo com as empresas que assinam para anunciarem nos amistosos da Seleção. A coluna enviou uma solicitação sobre o caso à Sportseen mas não obteve retorno até esta publicação.

*Esta coluna é semanal e atualizada às quintas-feiras.

Liga dos Campeões: Olho no olho, ficam vencedores e perdedores

Postado em:

Está chegando a hora! Neste sábado, às 15h45, no Millennium Stadium em Cardiff, capital do País de Gales, Juventus e Real Madrid duelam pelo título da Liga dos Campeões temporada 16/17. La Vecchia Signora conquistou a competição em duas oportunidades: 84/85 e 95/96 diante do Liverpool e Ajax, respectivamente. Quanto aos Merengues, lutarão pela 12ª conquista da Orelhuda. Sem sombra de dúvidas, as duas melhores equipes indiscutivelmente do futebol europeu. O time italiano é muito forte em seu sistema defensivo (tomou apenas 3 gols até o momento) e sabe atacar com consciência e sabedoria seus oponentes. Conta em seu elenco com ótimos jogadores. Dentre eles, destaque para o brazuca Dani Alves que vive uma das melhores fases de sua carreira. Quanto a equipe madrilenha comandada pelo craque CR7, tem um potencial enorme. A trupe de Zidane joga com intensidade e costuma ser fatal nos contragolpes e possui qualidade nas jogadas de bola parada assim como seu adversário. Equilíbrio deverá ser a tônica desta decisão... 

*Esta coluna é semanal e atualizada às quintas-feiras.

QUAL TIME TEM O MELHOR ELENCO DO PAÍS?

Postado em:

Perguntinha difícil de responder! Palmeiras, Flamengo e Atlético-MG levam a fama de possuírem os melhores elencos do futebol brasileiro... Mas o fato é que quando precisam recorrer às suas equipes alternativas, deixam a desejar em vários aspectos. Desentrosamento é o principal. Vejo os três clubes em condições de igualdade quanto a isso. Com relação aos times titulares, são bons sem sombra de dúvidas. Não consigo enxergar tanta qualidade e sim quantidade no banco de reservas dos clubes citados acima. Devido as várias competições que estão envolvidos, é preciso que tenham um grupo homogêneo capaz de suprir a ausência dos jogadores considerados titulares a qualquer momento. Mesmo porque, não basta ser rotulado como equipe que tenha o melhor elenco. Precisamos ver o nível de controle emocional e coletivo desses atletas. Aí sim, teremos a noção exata se possuem o tal elenco capaz de apresentar uma performance satisfatória.

*Esta coluna é semanal e atualizada às quintas-feiras.

Ceni está numa sinuca de bico!

Postado em:


​A pergunta que não quer calar: até quando Rogério Ceni ficará no comando técnico do São Paulo? Só Deus sabe! Temos que respeitar o mito pelos títulos que conquistou com a camisa do Tricolor e pelos gols de falta e pênalti que marcou. Mas o fato do goleiro ser considerado um dos maiores ídolos de todos os tempos do clube do Morumbi, não o credencia como o mais indicado pra treinar o Soberano. O seu desempenho como treinador tem sido ruim até o momento e questionável. A equipe está desorganizada, perdida em campo e os resultados teimam em não aparecer. O nervosismo tem tomado conta dos atletas quer queiram ou não. O time em si é mediano, o elenco razoável. Mas a falta de humildade de Ceni, tem impedido a progressão do futebol do São Paulo. No meu entendimento, ele está com o prazo de validade vencido. É hora de trocar o comando, antes que a maionese desande de vez... O Tricolor precisa retomar aos velhos e bons tempos. Afinal de contas, lá se vão 5 anos sem conquistar um título...


*Esta coluna é semanal e atualizada às quintas-feiras.