Cuidados com a alimentação para diminuir gordura no fígado

Postado em: - Atualizado em:

Seguir regularmente uma boa alimentação é o ideal para diminuir a gordura no fígado, uma das melhores e mais saudáveis formas de tratar e eliminar os sintomas de gordura no fígado, como perda do apetite, dor abdominal do lado direito, barriga inchada e enjoo, por exemplo.

A dieta para gordura no fígado não tem como objetivo curar a doença, mas evitar que ela piore. Assim, na dieta para gordura no fígado é recomendado:

  • Evitar ao máximo o consumo de alimentos ricos em gorduras, como pizzas, sanduíches, queijos amarelos e condimentos;
  • Eliminar o consumo de qualquer bebida alcoólica;
  • Dar preferência ao consumo de alimentos saudáveis, como frutas, legumes, verduras, carnes brancas grelhadas;
  • Adicionar somente 1 colher de café de azeite na salada, depois de pronta;
  • Beber bastante água entre as refeições;
  • Comer alimentos ricos em fibras diariamente;
  • Eliminar da alimentação: queijo amarelo, requeijão, chocolate, biscoito amanteigado, produtos de pastelaria em geral, enchidos e embutidos, como linguiça, salsicha, bacon e mortadela, maionese, manteiga e margarina.

Os melhores alimentos para o fígado são os legumes e frutas, leite desnatado, mel, arroz, macarrão, carnes magras, ovos, gelatina e queijo branco.

É importante comer a cada 3 horas, mesmo que não tenha fome. Não ter fome após 3 horas significa que comeu demais na refeição anterior e isto também precisa de ajuste.

Ao seguir corretamente esta dieta, é possível eliminar boa parte da gordura abdominal e do interior do fígado em, aproximadamente, 2 meses.

Mas, para melhores resultados, recomenda-se fazer algum tipo de atividade física com regularidade.

Contato:

E-mail: nutri_mipeixoto@hotmail.com

Tel. 35 99991-6179​​​​​

*Essa coluna é semanal e atualizada às quartas-feiras. 

Acne e sua relação com açúcar

Postado em:

A acne possui causa multifatorial: algumas pessoas têm maior predisposição genética, em outras a acne pode surgir devido a desequilíbrios hormonais ou períodos de grande estresse.

Outro fator que pode contribuir para o desenvolvimento ou piora da acne é a alimentação inadequada. O consumo excessivo e frequente de alimentos ricos em açúcares, carboidratos refinados em geral provocam picos de insulina a todo instante, e as nossas glândulas sebáceas respondem a esses picos utilizando todo esse excesso de glicose para produção de mais gordura. Essa gordura acumula-se nos poros da pele e então a acne aparece.

É muito comum ouvirmos pessoas dizerem que “não podem comer nada gorduroso porque dá acne ou piora”, mas o culpado nessa história muito provavelmente não é a gordura, e sim o excesso de açúcar.

Existem alguns alimentos que podem ser incluídos na sua alimentação diminuir as espinhas que são:

  • Grãos integrais: arroz integral, macarrão integral, farinha integral, quinoa, aveia;
  • Ômega-3: sardinha, atum, salmão, linhaça, chia;
  • Sementes: chia, linhaça, abóbora;
  • Carnes magras: peixes, frango, lagarto, patinho e lombo suíno;
  • Vitamina A: cenoura, mamão, espinafre, gema de ovo, manga;
  • Vitamina C e E: limão, laranja, brócolis, abacate.
  • Além de uma boa hidratação com aproximadamente 2,5 litros de agua ao dia.

Se você sofre com as espinhas, observe a forma como tem se alimentado e procure um nutricionista para te orientar.

Contato:

E-mail: nutri_mipeixoto@hotmail.com

Tel. 35 99991-6179​​​​​

*Essa coluna é semanal e atualizada às quartas-feiras. 

Como controlar a hipertensão com uma alimentação saudável?

Postado em: - Atualizado em:

Está de olho na pressão arterial?

A hipertensão é a condição clínica de quem tem índices superiores à medida de 14 por 9. Na prática, a pressão alta, como é popularmente conhecida, ocorre quando há um estreitamento das artérias, que passam a oferecer resistência para a passagem do sangue bombeado pelo coração.

Hábitos saudáveis podem evitar o agravamento deste quadro e impedir que ele se transforme em fator de risco causando outros males, como insuficiência cardíaca, doença renal crônica e acidente vascular cerebral (AVC). Segundo a Sociedade Brasileira de Hipertensão (SBH), a pressão alta é responsável por 40% dos infartos, 80% dos derrames e 25% dos casos de insuficiência renal terminal.


Segundo o Ministério da Saúde, são as mulheres que mais sofrem com a doença: 25,4%. Entre os homens, o índice é de 19,5%. Na população adulta, a doença já atinge 22,7% e no grupo com mais de 60 anos, considerando ambos sexos, a incidência supera 50%.
Além do fator genético e do avanço da idade, a hipertensão também está relacionada à obesidade, diabetes e intolerância à glicose, popularmente conhecida como pré-diabetes. O estilo de vida é também é determinante: sedentarismo, estresse, tabagismo, consumo exagerado de sal e álcool também são vilões do coração.


A boa notícia é que a alimentação saudável pode ajudar quem não quer sofrer com os efeitos da hipertensão. Um passo importante é ficar de olho no consumo de sódio. O brasileiro consome, em média, 11,4 gramas da substância ao dia, muito acima dos dois gramas indicados para quem precisa reduzir a pressão arterial.  

 O sódio é um mineral importante para manter o equilíbrio entre a quantidade deágua dentro e fora das células, evitando a sobrecarga dos vasos. O problema acontecequando há um consumo excessivo, que contribui para o aumento no volume desangue e, consequentemente, na força exercida nos vasos.

Outra recomendação é ter cuidado na seleção e preparação dos alimentos. A dica aqui é cozinhar com o mínimo de sal, priorizando outros tipos de tempero, como alho,cebola, ervas, especiarias, limão e vinagre, por exemplo. O hipertenso também devedar preferência para o consumo de frutas, legumes e verduras, alimentos ricos em fibras, como os cereais integrais e evitar frituras.

Alimentos para incluir na dieta


Carnes magras: Uma das principais necessidades dos hipertensos é diminuir oconsumo de gordura de origem animal. Carnes vermelhas com cortes mais magros, frango sem pele e peixe possuem menor teor de gordura saturada, colesterol e gordura total. Devem ser consumidos assados ou grelhados.


Leite e derivados magros: Ainda de olho no consumo de gordura de fonte animal, leite, queijos, iogurtes e outros derivados devem ser consumidos em versões desnatadas ou com teor de gordura reduzido, sendo ótimas alternativas para quem está atento à hipertensão. Ricos em cálcio, proteína e vitaminas, esses alimentos também contribuem com o equilíbrio da microflora intestinal.

- Oleaginosas: Castanhas, nozes e amêndoas e outras oleaginosas são ricas em gorduras de boa qualidade, que reduzem o colesterol e atuam como antioxidantes.Com moderação, elas são ótimas para o lanche da tarde.

- Óleos vegetais: Os óleos vegetais insaturados – como azeite, soja, milho e canola –são associados à diminuição dos níveis de colesterol total do sangue, atuando principalmente na redução do colesterol ruim, o LDL. Aposte nesta substituição simples.

- Alho: Quando é preciso reduzir o sal, os temperos são ótimos para turbinar o sabor dos pratos. Neste caso, o alho funciona como um agente duplo já que é fonte dealicina, um componente bioativo associado à discreta redução da pressão arterial.

- Chocolate amargo: Não consegue resistir ao chocolate? Uma aposta segura são as versões com alto ter de cacau. As variações a partir de 70% são as mais indicadas, isso porque têm alta concentração de polifenóis, importantes para reduzir a pressão arterial.

Frutas, legumes e verduras, além de cereais, pães e massas produzidos a partir de grãos integrais são importantes fontes de fibras, vitaminas e minerais e ajudam a deixar as refeições mais completas e longe das gorduras saturadas. 

Contato:

E-mail: nutri_mipeixoto@hotmail.com

Tel. 35 99991-6179​​​​​

*Essa coluna é semanal e atualizada às quartas-feiras. 

Melhores Sucos para combater a anemia

Postado em:

Os sucos de frutas cítricas e vegetais folhosos de cor verde escura são excelentes para curar a anemia ferropriva porque são ricos em ferro e vitamina C, que ajuda a absorver melhor o ferro.

Estes sucos podem ser ingeridos diariamente mas não devem ser a única forma de tratamento, sendo importante também o consumo diário de alimentos ricos em ferro como bife de fígado, carne de vaca, vegetais verde escuros e gema de ovo.

Receitas de sucos para curar anemia

Estas receitas devem ser ingeridas logo após o seu preparado para evitar a oxidação da vitamina C.

Ingredientes do suco

Modo de preparo

Abacaxi + salsinha

Bater no liquidificador: 3 rodelas de abacaxi + 1/2 xíc. de salsinha + 1/2 copo de água

Laranja + espinafre

Bater no liquidificador: 1 xíc. suco de laranja + 1/2 xíc. folhas de espinafre

Laranja + agrião + morango

Bater no liquidificador: 1 xíc. agrião + 1 copo de suco de laranja + 6 morangos

Limão + couve + brócolis

Bater no liquidificador: suco de 2 limões + 2 folhas de ouve + 1 ramo de brócolis

Abacaxi + cenoura + espinafre

Bater no liquidificador: 7 folhas de espinafre + 3 cenouras + 1/2 abacate + 1 copo de água

Laranja + damasco + capim limão

Bater no liquidificador: 6 damascos + 1 laranja + 1 talo de capim limão

Maracujá + salsinha

Bater no liquidificador: 1 maracujá grande + 1 copo de água + 2 colheres de salsinha

Laranja + cenoura + beterraba

Bater no liquidificador: 6 laranjas + 1 beterraba + 1 cenoura

Acerola + couve

Bater no liquidificador: 10 acerolas + 1 folha de couve + 1/2 copo de água

Ao consumir 1 destes sucos por dia os sintomas da anemia como tontura, fraqueza e palidez, tendem a desaparecer. No entanto, o tratamento para anemia também pode ser feito com medicamentos, como o sulfato ferroso, no caso da anemia ferropriva.

Os sucos não dispensam orientação Nutricional e Médica.


Contato:

E-mail: nutri_mipeixoto@hotmail.com

Tel. 35 99991-6179​​​​​

*Essa coluna é semanal e atualizada às quartas-feiras. 

10 Estratégias Nutricionais para o seu dia a dia

Postado em: - Atualizado em:

Vamos nos organizar melhor, cuidar da nossa alimentação e saúde?! Para isso precisamos fazer escolhas alimentares eficientes. Aqui irei mencionar 10 dicas ou reflexões para auxiliar na tomada de decisão e planejamento alimentar.

  • Qual será seu café da manhã amanhã? Organize o que puder no dia anterior para não fazê-lo correndo e sente-se para fazer sua refeição! Nada de café da manhã em pé, sente-se.
  •  Não faça dieta e sim, mude seus hábitos. Mudar hábito não é simples, mas se não começar não haverá mudanças;
  • Escolha pelo menos três refeições para concentrar fotoquímicos benéficos. Você pode tomar chá! É simples, barato e eficiente. Se não gostar quente faça gelado;
  • Tente reduzir o consumo de açúcares e adoçantes. Mudanças como essa além de melhorar a carga glicêmica, podem auxiliar na modulação da microbiota intestinal;
  • Faça um ótimo lanche da manhã e da tarde. Esse é o segredo do sucesso na alimentação. Quando não são bem feitos você pode exceder a quantidade no almoço ou no jantar;
  • Diminua o consumo de sódio e não compre nada com gordura trans;
  • Não faça restrição seguida de compensação! Moderação é a palavra sempre!
  •  Você deve visualizar seu dia alimentar por completo! Não pode chegar às 18h e se perguntar "o que vou comer agora?". Isso é falta de planejamento!
  •  Durma bem, durma cedo!
  • Procure um nutricionista, faça um planejamento individualizado. Invista em você.

  • Contato:

    E-mail: nutri_mipeixoto@hotmail.com

    Tel. 35 99991-6179​​​​​

    *Essa coluna é semanal e atualizada às quartas-feiras. 

Por que devo comer “Fibras”

Postado em: - Atualizado em:

O processo de digestão é fundamental para disponibilizar os nutrientes necessários ao nosso corpo. Sendo assim, o que resta quase sempre é fibra dietética que pode ser solúvel ou insolúvel.


O papel da fibra, quando solúvel, é dissolver-se na água, em nosso sistema digestivo, formando uma substância semelhante a um gel. E a principal função é retardar a passagem dos alimentos através do nosso intestino. Dessa forma, ele pode absorver os nutrientes da melhor forma possível.

Já a fibra insolúvel aumenta o volume do alimento, encorajando-o a passar mais rapidamente. O que é ideal para quem tem digestão lenta ou constipação.

Alguns motivos para comer Fibras:


Redução do colesterol: A fibra solúvel se liga ao colesterol, conduzindo-o para fora do corpo antes que possa danificar as artérias.

Retardo da absorção de açúcar: Quantidades suficientes de fibras fazem com que o açúcar entre na corrente sanguínea mais lentamente, diminuindo as demandas de insulina.

Prevenção de cálculos biliares e pedras nos rins: Picos de insulina tornam o corpo propenso a desenvolver cálculos biliares ou cálculos renais. Como as fibras ajudam a diminuir as demandas de insulina, consequentemente atua na prevenção de cálculos renais.

Melhora da saúde digestiva: Uma dieta rica em fibras ajuda o seu aparelho digestivo a funcionar mais eficientemente. Ou seja, seu cólon se mantém saudável, o que ajuda a evitar condições como diverticulite (quando pólipos no cólon se tornam inflamados) e síndrome do intestino irritável.

Ajuda no gerenciamento do peso: Alimentos ricos em fibras levam mais tempo para se mastigar e podem lhe satisfazer mais rapidamente. Isto é, você se sente mais cheio com menos calorias.

Contato:

E-mail: nutri_mipeixoto@hotmail.com

Tel. 35 99991-6179​​​​​

*Essa coluna é semanal e atualizada às quartas-feiras. 

Quinoa e Linhaça uma combinação saudável!

Postado em:

Cada vez mais populares e incorporados ao cardápio daqueles que buscam uma alimentação mais saudável, a quinoa e a linhaça são os grãos do momento. E não é pra menos! A quinoa é rica em fibras e nutrientes, além de possuir grande quantidade de vitaminas e minerais como ferro, fósforo, cálcio, vitaminas B1, B2 e B3. Possui ainda vitaminas C e E em menores quantidades.

A quinoa também melhora a imunidade, a memória, a recuperação dos tecidos e ainda previne de doenças como câncer de mama, osteoporose e problemas cardíacos.

A linhaça é um alimento rico em substâncias funcionais como ômega 3, ômega 6 e gorduras monoinsaturadas, que juntas ajudam a diminuir o apetite, regulam o intestino, protegem o coração e combatem o mau colesterol (LDL). É adorado pelas mulheres por ser fonte de lignana, uma substância que ajuda a amenizar o incômodo provocado pela TPM e pela menopausa.

Há diversas formas de combinar esses grãos no dia a dia: em saladas, pães, massas e com iogurtes e frutas.

Contato:

E-mail: nutri_mipeixoto@hotmail.com

Tel. 35 99991-6179​​​​​

*Essa coluna é semanal e atualizada às quartas-feiras. ​

Alimentos que diminuem o colesterol

Postado em:

A alimentação para as pessoas que possuem alteração no colesterol devem ser pobres em gorduras, pois melhora a circulação sanguínea e diminui o risco de se acumular gordura no sangue, evitando a ocorrência de ter doenças cardiovasculares, como infarto ou AVC.

Desta forma, os níveis de colesterol total no sangue devem estar equilibrados, com valores inferiores a 200 mg/dl e, para isso, é importante manter uma alimentação saudável e praticar atividade física pelo menos 3 vezes por semana.

Para baixar o colesterol, devem-se comer alimentos com baixo teor de gordura, como:

  • Pão, arroz, massas e farinhas integrais;
  • Feijão, grãos, lentilhas e soja devem ser consumidas 2 vezes por semana;
  • Amêndoa, avelã e nozes, cerca de 5 unidades por dia;
  • Leite desnatado, queijo branco e iogurte light;
  • Peixe pelo menos 2 vezes por semana;
  • Frutas, todos os dias.

Alguns alimentos devem ser evitados por quem tem colesterol alto, pois são ricos em gordura, como:

  • Fast food;
  • Frituras em geral;
  • Vísceras de animal;
  • Manteiga e óleo;
  • Pizza;
  • Doces em geral e chocolates;
  • Queijos amarelos;
  • Carnes gordurosas, como carne vermelha ou porco;
  • Bebidas alcoólicas.
  • Embutidos

Recomenda-se não ficar mais de 3 horas sem se alimentar, beber água no intervalo das refeições e praticar algum tipo de atividade física pelo menos 3 vezes por semana.

Veja como pode usar alguns destes alimentos para regular o colesterol no sangue:

Alimentos

Propriedades

Como consumir

Tomate

Tem licopeno que é uma substância que baixa o colesterol no sangue.

Pode ser usado em saladas

Vinho Tinto

Pode impedir que as moléculas de gordura se fixem nas paredes das artérias, desentupindo e facilitando a passagem do sangue.

Só deve ser consumida apenas 1 taça de vinho ao almoço ou ao jantar.

Salmão, pescada, atum, nozes

Ajuda a prevenir o agrupamento das plaquetas, que formam os coágulos e podem entupir as artérias.

Deve ser consumido cozido ou grelhado, 3 a 4 vezes por semana.

Uvas

Tem antioxidantes como os flavonoides que ajudam a diminuir o colesterol no sangue

Podem ser utilizadas em sucos ou consumidas como sobremesa

Alho

Conter uma substância chamada alicina, que combate os níveis do mau colesterol e controla a pressão, diminuindo o risco de infartes

Pode ser usado para temperar os alimentos

Azeite

Impede a oxidação do colesterol

Deve ser adicionado em saladas e após cozinhar, pois quando é aquecido perde as suas propriedades.

Limão

Tem antioxidantes que previnem a oxidação do colesterol bom

Pode se adicionar o suco de limão em saladas ou misturar com outros sucos ou chás


Contato:

E-mail: nutri_mipeixoto@hotmail.com

Tel. 35 99991-6179​​​​​

*Essa coluna é semanal e atualizada às quartas-feiras. 


Alimentos que ajudam a combater a inflamação

Postado em:

Os alimentos anti-inflamatórios, como açafrão e alho macerado, atuam reduzindo a produção de substâncias no corpo que estimulam a inflamação. Além disso, esses alimentos ajudam a fortalecer o sistema imune, tornando o organismo mais resistente contra gripes, resfriados e outras doenças.

Esses alimentos também são importantes no tratamento de doenças inflamatórias como a artrite reumatoide, pois ajudam a reduzir e prevenir as dores nas articulações que ocorrem nessa doença.

Os alimentos que controlam a inflamação são ricos em substâncias como alicina, ácidos graxos ômega-3 e vitamina C, como:

  • Ervas aromáticas, como alho macerado, açafrão, curry e cebola;
  • Peixes ricos em ômega-3, como atum, sardinha e salmão;
  • Sementes com ômega-3, como linhaça, chia e gergelim;
  • Frutas cítricas, como laranja, acerola, goiaba e abacaxi;
  • Frutas vermelhas, como romã, melancia, cereja, morango e uva;
  • Frutas oleaginosas, como castanhas e nozes;
  • Vegetais como brócolis, couve-flor, repolho e gengibre;
  • Óleo e côco e azeite.

Para fortalecer o sistema imune e combater doenças inflamatórias, deve-se ingerir esses alimentos diariamente, comendo peixes de 3 a 5 vezes por semana, adicionando sementes em saladas e iogurtes, e comendo frutas após as refeições ou nos lanches.

Além de aumentar o consumo em alimentos anti-inflamatórios, também é importante reduzir o consumo de alimentos que aumentam a inflamação no corpo, que são principalmente as carnes processadas, como salsicha, linguiça e bacon, comida pronta congelada rica em gordura como lasanha, pizza e hambúrguer e fast foods.

Contato:

E-mail: nutri_mipeixoto@hotmail.com

Tel. 35 99991-6179​​​​​

*Essa coluna é semanal e atualizada às quartas-feiras. 

Receitinha de Suco de Cenoura para crescer o cabelo

Postado em: - Atualizado em:

O suco de cenoura com iogurte é um ótimo remédio caseiro para ajudar o cabelo a crescer mais rápido, pois a cenoura é rica em vitamina A e o iogurte presente neste suco é rico em proteínas, nutrientes necessários para ajudar a formar o fio de cabelo.

Receita do suco de cenoura com iogurte

Ingredientes

  • 1 cenoura média, crua com casca
  • 1 copo de iogurte natural
  • Suco de 1 laranja

Modo de preparo

Bater todos os ingredientes no liquidificador até obter uma mistura homogênea. Depois beber o suco sem coar.

Esta receita é muito fácil de fazer e pode ser tomada todos os dias para ajudar o cabelo a crescer.

Contato:

E-mail: nutri_mipeixoto@hotmail.com

Tel. 35 99991-6179​​​​​

*Essa coluna é semanal e atualizada às quartas-feiras.